Autenticação

Faça o Login com os dados usados no forum.



(para ficar registado no portal, terá de se registar no forum da APO)

Desenhos da Carla

Procurar neste site - também no Google - coloque apovni + palavra a procurar

Centenas de discos em Lisboa PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Avaliação: / 0
FracoBom 
artigos da APO - Casos Portugueses
Escrito por Luís Aparício   
Domingo, 29 Julho 2018 10:02
Álvaro Machado vive em Almada, tem 55 anos e operador de laboratórios. No sábado dia 3 fevereiro 2018, eram 22,40 horas vinha na Rua das Portas de Santo Antão em Lisboa, e vê no céu aquilo que à primeira vez lhe pareceu um bando de gaivotas, deslocavam-se numa trajetória norte para sul. Eram muitas centenas e não havia nenhuma brisa.
Eram centenas de luzinhas que cobriam uma vasta área do céu deslocavam-se a uma velocidade muita lenta talvez a quatro quilómetros por hora.
O Sr. Álvaro nunca tina visto nada igual e chamou a atenção para outras pessoas que estavam a passear nessa rua do coliseu, todos ficaram sem perceber o que se passava.
O Sr. Álvaro viu que uma dessas pessoas que ia nessa rua do coliseu, gravou com o telemóvel o insólito acontecimento.
Aquela massiva deslocação de luzinhas durou cerca de três minutos e deveriam transitar a uma altitude mais alta que o trajeto dos aviões que vão aterrar no aeroporto em Lisboa, talvez se deslocassem entre 500 e 700 metros de altitude.
Essas centenas de luzinhas apagavam e acendiam, brilhavam e deixavam de brilhar, e tinham uma magnitude visual comparada a metade da unha do dedo mínimo.

Para o Sr. Álvaro Machado as luzinhas tinham uma forma de disco.

Luis Aparicio
atualizado em Quinta, 09 Agosto 2018 20:28
 
VALID CSS
  |   VALID XHTML