Conversas com a carla - A Mesa PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Avaliação: / 1
FracoBom 
artigos da APO - Abduções
Escrito por Luis Aparicio   
Domingo, 21 Novembro 2004 21:41
LA Que tipo de maca onde se deitou?

C Mesas, eu encaro aquilo mais como mesas

LA A mesa é fria?

C Sim

LA Que temperatura é a mesa

C Eu sei que é mais fria que o meu corpo

LA Será de plástico ou metal?

C Aquilo é esquisito, onde a gente deita, aquilo é dum material, que eu não sei o que quer dizer, adapta-se à forma do nosso corpo, quando olho para aquilo antes de deitar vejo que é lisinho é tipo vidrado, mas quando se deita aquilo adapta-se (ao corpo), quando se olha para aquilo tem-se a sensação de vidro, ao se meter as mãos em cima, aquilo adapta-se simplesmente à forma da mão, é automático. Pode ter de altura cerca de 75 cm . Eu vou a andar com eles, vou contra a minha vontade, mas alguma coisa me está a fazer ir deitar, vou, viro-me e simplesmente deito-me (ou eles me deitam) e depois lá metem o corpo (da Carla) ao jeito deles, nem chego lá a meter as mãos (para subir para a mesa)

LA Qual é a largura da mesa, é muito larga, sobeja alguma coisa para os lados

C A que tem o pé?

LA Só têm uma mesa com um pé !?

C A mais pequena tem a base e depois faz uma coisa esquisita para baixo (pé da mesa), mas há uma mesa mais larga, eu já me deitei em duas, por cima tem foco de luz, o espaço é todo iluminado e a maneira como eles colocaram as luzes não existem sombras

LA Se eles têm um metro e cinco de altura e a mesa tem 75 cm de altura ...

C Sim, eu sei não tem assim muita lógica, porque eu estou muitas vezes deitada e eles estão com os braços esticados, só o outro que é mais alto é que não faz isto.... ( não tem tantos problemas devido à mesa)

LA Pois por isso é que eles tem os braços tão grandes, é para se adaptarem às mesas!!!

C Eu sei que eles tem os braços desproporcionais à altura do corpo e têm umas mãos fininhas, mas são compridas, eles têm o mesmo principio de vida são baseados no carbono como nós, segundo a explicação que eles me deram. A palma da mão é um pouco mais comprida que a nossa, mas depois tem um dedos fininhos e delgados mas compridos eles conseguem chegar a todo o lado, não sei como é que eles conseguem

LA Acha que há outros seres sem serem baseados em carbono

C Acho que sim, mesmo até pelo lógica, numa galáxia tão grande e com tantos sistemas solares que existem, com tantas composições que existem, deve haver mais pessoas baseados noutros químicos

LA A sala onde esteve é muito grande?

C As salas têm vários tamanhos, eu já estive em várias salas, esta só tem duas mesas, mas sempre que eu lá estive sempre estive lá sozinha, não estava outra pessoa ao meu lado a levar com as mesmas coisas. Também já vi salas com várias mesas e foi onde eu vi o tal motorista do autocarro que estava na mesa de cá. Eu ia a passar no corredor que eles iam a mostrar-me, ia com este mais pequeno e com o doutor, passamos por uma data de portas do lado direito e o doutor ia mais à frente uns metros, eu vinha mais atrás com eles os dois. Nisto ele parou e voltou-se para mim e faz assim para mim .... e eu paro e dou de caras com esse motorista do autocarro. Havia mais mesas com várias pessoas, havia pelo menos duas filas de mesas que eu vi.

LA Aquilo é tipo industrial !

C Não sei, mas sei que passam por lá muitas pessoas, foi quando eu vi esse motorista do autocarro (da CARRIS carreira 56) pela primeira vez e essa recordação ..... quando acordei (no dia seguinte) trazia essas sensações todas. Passado um tempo fui dar de caras com esse motorista e ficámos parados de boca aberta a olhar um para o outro, o que me leva a crer que ele se lembrava de algo. Nunca mais o encontrei apesar de o procurar. Isto passou-se na avenida de Berna em frente ao quartel da tropa, quando ia para o trabalho no Areeiro, só sei que ia levando uma coisa no coração.
atualizado em Sábado, 09 Abril 2011 14:58
 
VALID CSS
  |   VALID XHTML