Autenticação

Faça o Login com os dados usados no forum.



(para ficar registado no portal, terá de se registar no forum da APO)

Desenhos da Carla

Procura

Próximo Encontro / Palestra da A.P.O

 

Local: Hotel Principe Lisboa
Morada: Avª Duque d' Ávila, 201 - Lisboa
Data: 4 outubro 2014 - sábado
Hora: 18:00 horas
ENTRADA LIVRE

Utilizadores no forum

Forum

We have 4 guests and 0 members online

    Portal

    We have 0 guests and 0 members online

      Tópicos activos

      Roswell: testemunho do tenente Haut PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
      Avaliação: / 0
      FracoBom 
      artigos da APO - Casos Classicos
      Escrito por Luís Aparício   
      Sábado, 28 Julho 2007 08:10
      Confissão no leito da morte traz novos detalhes sobre o fenômeno extraterrestre O incidente de Roswell, conhecido de todos os ufólogos e entusiastas da ovnilogia, ocorreu em Julho de 1947 - há exactamente 60 anos, portanto, e envolveu o resgate de materiais nas imediações da cidade de Roswell.

      Logo no primeiro dia, os militares do 509º grupo de bombardeiros envolvidos na colecta, divulgaram um press release oficial afirmando que haviam localizado os destroços da queda de um “disco voador”, e este material foi publicado por jornais de todo o país no dia seguinte, atraindo a atenção de autoridades superiores que logo providenciaram a publicação de um segundo release informando que não se tratava de um OVNI, mas sim de destroços de um balão meteorológico - posteriormente “promovido” a balão de espionagem.

      Desde então, há incessante especulação e visões completamente divergentes sobre o que é verdade e o que é ficção nesta história. William “Mac” Brazel, o fazendeiro que localizou inicialmente os destroços em suas terras, já havia recolhido anteriormente balões militares que caíram em sua fazenda, e declarou imediatamente para a imprensa que os destroços de Julho de 1947 não eram de um deles - mas a rádio local foi pressionada a não divulgar.



      Restos do ovni de Roswell
      O agente funerário da cidade também testemunhou ter fornecido vários caixões em tamanho infantil para os militares naquele dia, e de ter sido informado de que seria para transportar os corpos dos alienígenas encontrados mortos junto ao aparelho.

      Moradores da região que visitaram o local do incidente antes da sua interdição pelos militares foram visitados por eles repetidas vezes e intimidados até entregar todos os fragmentos metálicos e outras recordações que haviam recolhido, e desde então relatam que o local ficou interditado por meses, enquanto os militares literalmente peneiravam o solo até remover todos os indícios e evidências do que ocorreu, enviando o material para 3 bases do exército, incluindo a de Muroc, hoje conhecida como Base Aérea Edwards, Fort Worth e Wright Field.

      A controvérsia continuou por décadas, mas em Junho de 2007 surgiu um facto novo. Walter Haut, o tenente encarregado das relações públicas da base áerea de Roswell na época do incidente e autor do press release original que anunciava oficialmente a captura de um disco voador acidentado, faleceu mas deixou um testemunho assinado e certificado, com instruções para ser revelado apenas 1 ano após sua morte.

      No testemunho, o Tenente Haut nega as declarações de sua vida inteira, e afirma que a história do balão era falsa, inventada para encobrir a captura de um objecto não identificado.

      Segundo ele, o objecto foi armazenado inicialmente em um hangar da base, e peças dele foram entregues a militares de alta patente, nenhum dos quais soube identificá-los. Ele também afirma ter visto 2 corpos de alienígenas, com aproximadamente 1,2m de altura e cabeças desproporcionais, bem como o objecto em si, que ele descreve como sendo oval e metálico.

      Uma matéria da imprensa internacional descreve o testemunho do tenente Haut, que guarda sintonia com as suas declarações de 2005 (MPEG) ao WMBI do Novo México. As declarações do Tenente Haut ao WMBI integram o Dossiê Roswell, que incluem também o áudio de uma entrevista com Mac Brazel pouco antes de sua morte, fotos da escavação de 2002 no local do incidente e o relatório secreto da Força Aérea realizado durante o governo Clinton.
      atualizado em Domingo, 26 Fevereiro 2012 21:22
       
      VALID CSS
        |   VALID XHTML