A Misteriosa Visita de Extraterrestres a Sobral PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Avaliação: / 8
FracoBom 
artigos da APO - Abduções
Escrito por Luis Aparicio   
Domingo, 05 Agosto 2007 15:06
Verdade ou não, a história que se segue, não deixa de ser interessante. A autora deste artigo, publicado na UFO ONLINE, pede para se divulgar no maximo de locais possíveis e em Portugal, o site da APO parece-me excelente para atingir este objectivo. Pessoalmente, não sei dizer se os factos relatados aqui são verídicos ou não, mas todos nós sabemos como o ser humano pode ser cruel com o seu semelhante...neste caso, todos sabemos como algumas entidades governamentais americanas e não só, podem ser crueis só para esconder a verdade sobre abduções e ovnis, para "sugarem" tecnologia de destruição para se manterem como potência maxima no que toca a poder bélico.

Quem já não ouviu falar em MILABS?
Quem já não leu relatos sobre abduzidos que são levados por militares humanos, logo a seguir a uma abdução por extraterestres?
Verdade? Mentira?
Cada um que tire a sua conclusão...


Segunda-feira, 30 de Julho de 2007

O Início

Em julho de 2005, a revista americana Omni magazine, especialista em ufologia, publicou uma matéria sobre uma professora canadense aposentada de 77 anos chamada Mandy Stanton Seven, onde ela relata ter sido abduzida por criaturas extraterrestres.

O caso Mandy

Mandy conta em seu depoimento, que seguia sozinha aproximadamente às 19:00hs em direção à igreja em que freqüentava, quando percebeu uma luz diferente no jardim de um prédio público de sua cidade. Segundo Mandy a luz parecia que estava suspensa no ar, então, movida pela curiosidade, ela se aproximou e, como se fosse mágica, foi rapidamente envolta pelo manto de luz. Mandy então adormeceu, e ao acordar, estava rodeada por criaturas estranhas. Mandy conta que os seres não possuíam bocas, mas de alguma forma ela conseguia escutá-los, era como se ela conseguisse ler os pensamentos deles e eles os dela.

A linguagem era incompreensível, porém no meio da tentativa de comunicação, Mandy fala que conseguia compreender algumas palavras que pareciam ser faladas no idioma inglês, de repente os seres começaram a formar diálogos quase perfeitos, como se existisse ali uma tentativa de comunicação com ela. Mandy conseguiu compreender apenas poucas palavras "sobral, seven, seven, seven, seven". As criaturas repetiam várias vezes essa formação de palavras. Mandy então não lembra mais nada. Ela foi encontrada numa estrada a 130Km de sua cidade desacordada.

As pessoas recusavam-se a acreditar na história mirabolante que Mandy contava, afinal ela tinha 77 anos e muitas pessoas nesta idade costumam sofrer com o mal de alzheimer, e passam a falar coisas que não condizem à realidade. A mídia na época, quase nem chegou a explorar o caso Mandy, mas especialistas em ufologia americanos se interessaram pelo caso e procuraram-na para analisarem o fato ocorrido.

A história foi então divulgada num mínimo espaço na revista Omni Magazine e contada bem resumidamente em apenas dois parágrafos. Após saberem do caso Mandy através da revista, especialistas da base aérea americana, também foram ao seu encontro, e após a realização de exames, detectaram que Mandy não sofria de alzheimer, e desta forma passaram a dar crédito às palavras de Mandy.

A formação de palavras "sobral, seven, seven, seven, seven" passou a ser objeto de estudos, os especialistas chegaram a conclusão de que a palavra "sobral" referia-se a uma cidade do interior do Nordeste brasileiro, e a formação "seven, seven, seven, seven", que significa em português "7,7,7,7", fazia referência a data e horário 07/07/07 às 07 horas, e a conclusão foi de que algo de muito estranho aconteceria em Sobral, no dia 07 de julho de 2007, às 07 horas. Outro fato também fora observado e deveras estudado pelos especialistas americanos e ainda encontra-se sem solução.

É o fato de que tudo que envolve o caso possui o numeral 7, pois como pudemos observar anteriormente, a idade de Mandy é de 77 anos, o sobrenome dela possui a terminação seven dada pelo seus pais pelo fato de ser ela a sétima filha de seu matrimônio. A abdução aconteceu as 07 horas da noite do 7º dia do 7º mês do ano de 2005 (2+0+0+5= 7). Apesar dos esforços não se conseguiu, ou pelo menos nada foi divulgado, sobre a ligação estranha do numeral 7 aos seres extraterrenos.

A espera pelo fenômeno

Desde a descoberta do caso Mandy, a base aérea americana manteve em absoluto sigilo, e aguardava ansiosa a chegada da data que, segundo Mandy, fora mencionada pelas criaturas extraterrestres. Dois meses antes do dia 07/07/07 a cidade brasileira de Sobral, que dista 220 Km da capital cearense, recebeu a visita ultra secreta de 4 especialistas americanos, que estudaram minuciosamente a geografia do local e prepararam-se para descobrir o misterioso fenômeno, antes mesmo que algo fosse divulgado.

Afinal de contas, o que eles estavam fazendo era absolutamente ilegal, pois estavam invadindo outro país, afirmando outros interesses, quando, na verdade a maior intenção era a descoberta de algo inédito e super relevante, que fizesse a gigantesca nação americana manter-se à frente das demais, como já aconteceu na época da primeira viagem à lua.

O fenómeno

Xeque-mate para os americanos. Eles haviam acertado em tudo. Descobriram quais as regiões mais propícias para o pouso dos seres extraterrenos, uma ficava numa planície distante ao leste aproximadamente 9Km do centro urbano de Sobral, e outra a 13Km oeste, dividiram a equipe em duas para cobrirem as duas regiões mais prováveis para pouso.

Exatamente às 19:00hs do dia 07/07/2007, acontecia o tal fenômeno. Uma luz que de início parecia a de um avião piscando no céu, desceu em questões de segundos ao chão como se fosse um asteróide, e outros segundos depois subiu com a mesma velocidade em que desceu. Os dois americanos que estavam próximos ao local correram mas não conseguiram chegar a tempo de pegar o objeto voador não identificado, passaram então a procurar indícios que levassem a descoberta da causa da vinda dos extraterrestres à terra, encontraram F.L.S., uma menina de 16 anos, desacordada num descampado próximo a sua casa.

A menina segurava um objeto estranho, e tudo indica que era exatamente o que os americanos procuravam, a expectativa é a de que tal objeto contenha informações relevantes que possam levar ao desenvolvimento de novas tecnologias bem mais avançadas que as terrestres, inclusive no que diz respeito a armas de destruição em massa.

Os familiares de F.L.S. viram o clarão e quando correram ao local, se encontraram com os americanos levantando a adolescente e levando-a para o seu veículo. Eles disseram que ela havia sido vítima de um relâmpago que caiu sobre ela e por isso estavam levando-a para o hospital em Sobral. Como a família não possui veículo, permitiu que eles a levassem. Foi a última vez que viram a menina.

A família procurou-a em todos os hospitais da cidade e nada encontraram, decidiram então retornar para casa e no outro dia pela manhã iriam nas rádios locais pedir auxílio às autoridades e à população. Porém quando retornaram a sua chácara, se depararam com uma situação desesperadora. A família vivia da criação de carneiros e alguns poucos animais bovinos. Viram então que todos os animais estavam mortos inclusive uma cadela vira-latas que a família tinha como animal de estimação. Foram mortes estranhas, sem sinais de violência, talvez por envenenamento.

Encontraram também um bilhete impresso com letras de computador, onde dizia a seguinte frase: "Querem viver? Não falem nada a ninguém sobre o ocorrido em 07/07/07".

Próximo das 23hs do mesmo dia, meu namorado americano me ligou dizendo que a missão havia sido concluída com sucesso e que eu deveria ir embora com ele naquele mesmo momento, pois provavelmente ele não poderia mais voltar a Sobral. Eu não havia me preparado, nem falado com meus pais, nem pedido despensa do meu trabalho, portanto não pude aceitar o convite. Pedi seu endereço e telefone, ele disse que não daria pra dizer, e que a única forma de ficar com ele seria partindo com ele naquele momento, desta forma tivemos que romper nosso relacionamento.

Fiquei super triste, mas o que mais me decepcionou foi a ameaça que ele me fez antes de partir, disse que eu não falasse nada do que eu sabia a ninguém, pois caso contrário, não poderia garantir a minha segurança. Apesar de temer, não posso calar-me diante de tal situação. Precisa haver algo que possamos fazer para trazer de volta a adolescente e punir os americanos que invadiram ilicitamente Sobral.

O que mais me intriga é o fato dos seres extraterrenos terem escolhido Sobral para sua visita. Creio que deve estar ligado ao fato de que o nordeste brasileiro é um dos locais de melhor localização para lançamentos de foguetes espaciais, inclusive hoje existe até a base de Alcântara no Maranhão onde são lançados foguetes em parceria com outros países. Além disso, foi em Sobral, o único lugar do mundo onde a equipe de Albert Einsten conseguiu comprovar a teoria da relatividade.

Documentos e fotos sobre esse acontecimento histórico podem ser conferidos no museu do eclipse de Sobral. Agora, e o número 7? Por quê da escolha do numeral 7? Ainda é um mistério a ser decifrado, e creio que a primeira nação a descobrir sobre tal fenômeno poderá tirar proveitos incalculáveis.

In UFO ONLINE

atualizado em Sábado, 09 Abril 2011 13:55
 
VALID CSS
  |   VALID XHTML