Galáxia de ovnis no Monte Abraão PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Avaliação: / 9
FracoBom 
artigos da APO - Casos Portugueses
Escrito por Luís Aparício   
Segunda, 30 Junho 2014 05:22

Barbara é estudante e tem 17 anos, foi a primeira que viu passarem umas estrelas muito grandes no céu do Monte Abraão (Queluz) a 15 Km a norte de Lisboa, primeiro meia dúzia delas, depois passaram outra meia dúzia de estrelas mas com uma velocidade muito rápida. Depois veio uma galáxia muito grande com um centro onde a luz era muito forte e com muitas outras luzes à volta.

Aquela galáxia de naves tinha uma amplitude no céu muito maior que a constelação da ursa maior. Avança que aquelas luzes estavam muito perto e vinham de oeste para leste. Eram 23.45 horas de sábado dia 28 junho 2014.

Galáxia de ovnis

Luís Pinheiro, pai da Barbara diz que aquela galáxia de naves poderia medir mais de 4 metros de diâmetro, e a mesma estar a viajar a cerca 5.000 metros de altitude. O centro dessa massa de naves tinha uma aparência visual de 30 centímetros. Aquela massa de naves deslocava-se muito rapidamente talvez a 400 Km à hora. Luís Pinheiro diz, «não deu para filmar, não sei porquê». Na sua opinião teoriza que aquilo que viram poderia ser objeto preto e que nós só conseguíamos ver as luzes. Portanto no seu entender poderia ser uma nave mãe gigante com luzes aleatórias superficiais externas acompanhada outras naves menores que passaram em primeiro lugar.

Centro da galáxia

Henrique outra testemunha diz que algumas dessas naves deslocavam-se de cima para baixo, outras de baixo para cima, outras da esquerda para a direita, todo o conjunto acompanhava o centro mas dentro dessa massa de luzes havia um autêntico bailado aleatório de naves.
Parecia que o centro redondo poderia ser comparado a uma nave mãe e que era dividido em quatro esferas juntas. Diz que não eram mais de mil luzes mas eram mesmo muitas. Henrique diz que os 3 cães que habitam neste prédio não tiveram qualquer reação. Só mais tarde é que começaram a ladrar, talvez devido à euforia da reação ao avistamento. 

Joana a mais nova diz que fez um vídeo com o telemóvel, mas a qualidade está muito má, diz que nessas imagens só aparece uma bola de luz, mas na realidade aquilo que viu era uma coisa gigante com montes de bolinhas, no vídeo só se vê uma bolinha a deslocar-se.

Joana (mais nova com camisola vermelha), Leonor (de preto), Barbara (de camisola azul), Henrique (camisola branca) e Luis Pinheiro (calções azul escuro e camisola branca).

Leonor a vizinha que mora no 2º andar e onde tudo foi presenciado, visto estarem numa festa, mostrou um vídeo num telemóvel, só conseguimos ver um pontozinho de luz, mas havia exclamações de espanto duma voz feminina que dizia «isto é o fim do mundo».
Como ninguém tinha visto algo igual, toda a gente ficou em pânico. Leonor cita o Zé, outra testemunha que terá ironizado «isto é o fim da Troika». Diz também que aquele fenómeno durou cerca 1 minuto. Afirma também que aquele conjunto de luzes eram bastante oval.
Notou também que as quatro bolas interiores do centro da galáxia emitiam menos luz do que todo o centro que teria uma aparência visual duma folha de 30 cm.
Por fim diz «tudo foi muito bonito».

Luís Aparício e as felizardas testemunhas.
Foi nesta varanda, casa da Leonor que tudo foi visto.

A Barbara e a Joana as duas filhas do Sr. Luís Pinheiro, que moram no 4º andar, ficaram tão excitadas, nervosas e com medo, que tiveram que dormir com a mãe na noite de 28 para 29 junho 2014.
Barbara diz que até viu aviões quando esta massa de naves estava a passar por isso pode comparar com aquela massa de naves.

Panorama a sul do Monte Abraão

Todas as testemunhas dizem que eram estrelas muito grandes e como estavam a meia altura comparando com os aviões que voam a 11.000 metros então cada uma dessas luzes teria que ter dezenas de metros cada uma.

Como eram milhares de luzes, estamos perante uma demonstração de força, ou estaremos perante uma forma intimidatória para a contermos as ações beelicista da nossa sociedade, ou estaremos perante alguma ação prognosticante?

Teremos que nos lembrar que no litoral indiano apareceram muitos ovnis parados no ar muitos minutos antes do grande tsunami de 26 dezembro 2004.

Luís Aparício

Comentário enviado pela testemunha do avistamento de Setubal

Boa Noite.
Li a sua reportagem do caso do Monte Abrãao e gostei. Em tudo se assemelha com o que vi em Setúbal no dia 22 de Junho pelas 00H10m.
Era algo muito parecido o descrever da parte central o conjunto da massa de luzes o movimento aleatório das naves mais pequenas a altitude a velocidade do conjunto bastante rápido e em massa, a luminosidade do conjunto e o sentido do deslocamento de Oeste (W) para Leste (E) a hora do avistamento, tendo em linha de conta que Setúbal fica em linha reta a cerca de 40km, em tudo muito parecido.
Creio ser algo igual só que visto e analisado por outros observadores.
Obrigado, atenciosamente
José Fernando

                                     Milhares de ovnis na Aroeira

Em 1 de Setembro de 2012 também foi avistado algo igual na Aroeira havendo um video no Sapo, segundo as testemunhas foram avistados milhares de ovnis com diversas cores.

Ovni Aroeira "Almada" 01-09-2012 clique para ver

atualizado em Quinta, 03 Julho 2014 00:10
 
VALID CSS
  |   VALID XHTML