Autenticação

Faça o Login com os dados usados no forum.



(para ficar registado no portal, terá de se registar no forum da APO)

Desenhos da Carla

Procura

O Sol pulou na Praia das Maças

Dia 30 de Agosto 2009 – Domingo pelas 16 horas na Praia das Maças, oito andores com figuras religiosas cristãs, incluindo a Nossa Senhora da Praia, percorreram esta vila num desfile que terminou nas ondas do mar, onde foram homenageados com pétalas lançadas de avião. A cerimónia assinalou os 120 anos daquela povoação que começou por chamar-se Villa Nova da Praia das Maçãs. Muito povo esteve presente, bombeiros com as suas melhores fardas, a charanga a cavalo da GNR desfilou pomposa e uma banda de sopro animou a procissão. Perto do pôr-do-sol o mesmo mostrou sinais de agitação. Uma senhora presenciou algo que poderá ser considerado, dentro da vertente das aparições marianas. O sol pulou duas vezes.

 

Area com aura de mistério

A Praia das Maças tem a sul, a cerca de quatro quilómetros o Cabo da Roca, nome mítico nas observações de fenómenos anómalos e a norte várias outras praias entre elas a Ericeira onde são também vistos vários ovnis e osnis.

 

Aquilo que aqui queremos retratar prende-se com um conjunto de experiências que a Rute Aparício Amorós (RAA), sentiu e viu no dia 30 de Agosto 2009 e no dia 4 de Outubro 2009, na Praia das Maças.

 

Percepção de energias

RAA que conheço desde há vários anos sempre tem-se caracterizado como uma pessoa idónea, sem a menor contradição, tem também uma sensibilidade fora do normal, consegue percepcionar energias e mensagens que apelida de «energia feminina e masculina, divinas». Poderíamos caracterizar estas percepções dentro da mesma linha, com aquilo que a Idalina Oliveira (IA) chama de energias da MÃE e do PAI. Seguindo a mesma linha de pensamento teológico da IA presente da sua ultima entrevista ao site da APO com o nome , «A nave do Cabo Espichel e as novas declarações da Mãe», e seguindo aquilo que as Igrejas Cristã/Católica têm direccionado as suas devoções, numa linha não explorada na bíblia cristã.

 

Dá-nos a sensação que cada vez mais são percepcionadas energias da outra polaridade divina, daí as n Nossas Senhoras que aparecem, tanto em Portugal, como mais recentemente na Índia, Brasil e na Bósnia. Uma coisa, são os ensinamentos que se tentaram reunir dum conjunto de pregadores teológicos no ano 300 da nossa era. Outra coisa, são os novos ventos de percepções que cada vez mais pessoas conseguem aceder e que o site da APO tem estado na vanguarda da sua divulgação.

Daí a nova postura mais implantada Igreja Cristã (Católica) apostar cada vez mais na exploração dos santuários marianos. Devemos notar que as restantes facções cristãs não querem tirar partido dos novos ventos de percepções divinas.

 

Cartaz que anunciava a procissão na Praia das Maças

 

A procissão na Praia das Maças, 30 Agosto 2009

(RAA) chegou no dia 30 de Agosto 209, cerca das 16 horas a esta Vila, tinha como intenção ir ver as Festas da Nossa Senhora da Praia, e foi assistir à missa na pequena igreja, estando essa igreja cheia de fiéis. Esta igreja foi mandada construir por Alfredo Keil que se celebrizou pela composição do hino nacional de Portugal.

 

Depois da Missa fizeram a procissão com todos os oito andores até à praia que foi acompanha por muita gente. Nas ruas que conduzem à praia também ficou muita gente observar toda a evolução dos andores. A RAA sentiu que entre todos aqueles que foram aquela romaria, havia entre todos um grande devoção à Nossa Senhora da Praia, igualmente diz que sentiu a energia da Nossa Senhora e ficou muito emocionada.

 

Neste blog poderão ser vistas fotos dessa procissão:

http://colares.blogs.sapo.pt/178025.html

 

Depois da missa na pequena igreja situada na parte mais elevada da Praia das Maças, a procissão saiu em direcção à praia.

 

O andor em primeiro lugar leva a Nª Sra da Praia

 

O primeiro andar levava a Nª Sra. da Praia

 

Visão profética

RAA deslocou-se para o miradouro sobre o mar, no outro lado da rua. Frente a si na direcção do mar, sente a energia divina do PAI, deu-lhe a sensação que das nuvens do alto sai o rosto do PAI e com os braços bate do mar e faz com que as suas águas subam muito altas até ao céu. Depois sente que o mar em frente ficou com uma energia branca muito amorosa e calma.

Logo de seguida apareceu do mar uma energia preta que depois foi até à praia onde a procissão terminou. Esta visão que a RAA teve das águas a subir, deixo-a perplexa, sem saber se é uma visão profética para acontecer num futuro, mas duvida se já aconteceu.

 

Energia do PAI no mar

No miradouro frente á igreja, RAA sente que do fundo do mar, conseguiu percepcionar a outra polaridade energética, que sentiu ser a energia masculina, que apelida de energia do PAI, vinha do fundo do mar, como que se estivesse a elevar o mar e abençoar.

 

Sereia no mar

Viu igualmente que á distância na linha do horizonte, havia uma cauda de uma sereia muito grande de cor branca, bastante grande, talvez com cinco metros, fazendo movimentos ondulantes. RAA afirma que poderia até ser uma baleia branca.

 

Nave nas nuvens

Quando estava no miradouro, No céu, as nuvens tinham uma configuração de buraco. RAA faz a seguinte alegoria, era como se estivesses a comer um gelado e fizesses um buraco nesse gelado. Parece que nas nuvens escuras foi feito um buraco mais branco. RAA teve a nítida percepção que lá no céu havia ali uma grande nave, a sua guia (interior) diz-me que ali havia uma nave do tamanho do buraco. (parecido a um desenho que vi no site da APO ontem, num artigo onde uma mulher (Jyoti) tem visto osnis e consegue ver entidades através da agua – diz-nos a RAA).

 

 

Energia do PAI e da MAE abençoa

Antes de terminar a procisão na praia a energia da MÃE cobriu toda a praia, parecia que o manto da virgem estava a cobrir as pessoas ali presentes. Depois do final da procissão a RAA ficou na praia e ficaram lá poucas pessoas na praia, nessa altura RAA sentiu uma vontade irresistível de ir tomar banho nas águas do Atlântico e foi comprar uma toalha e um fato de banho.

Quando começou a tomar banho sentiu como que se estivesse a purificar-se ou a fazer uma limpeza, a sua guia diz-lhe neste momento «estás a fazer uma iniciação», naquelas águas da Praia das Maças, sentiu ali naquelas águas uma energia muito tranquila, sentiu também a energia do PAI e da MÃE a abençoar as pessoas que ali estavam e toda a Vila da Praia das Maças.

 

Sol sobe duas vezes

Cerca das 19 horas, quando estava o pôr-do-sol, fez uma pequena meditação cantou o mantra “Om”, a sua guia disse-lhe para fechar um olho e olhar o sol. Conseguiu percepcionar que o sol, subiu um pouco, ficou estático, e passados segundos voltou novamente a subir mais um pouco.

 

O sol dá dois pulos oblíquos e o ser rosa

 

Feito com espelhos

Quando o sol se mexeu, à volta do sol havia também três bolas pretas. Depois fechou os olhos e sentiu uma paz dentro de si e algo lhe dizia interiormente, aquilo que ali tinha acontecido foi similar aos mesmos acontecimentos em 13 Outubro 1917 em Fátima.

A sua guia interior disse-lhe que aquela movimentação do sol, tinha sido feito com espelhos. RAA afirma que nunca leu nada sobre Fátima.

 

Boa saúde ocular

RAA usa óculos de pouca graduação e tendo em atenção a sua idade cerca de 30 anos, afirma que não tem outros problemas de visão. Como licenciada em Agronomia e habituada a andar no campo, foi a primeira vez que viu algo assim.

 

Ser energético enorme

Logo a seguir às duas movimentações do sol, apareceu na praia uma entidade que teria cerca de 30 metros de altura, RAA também parece-lhe que não era propriamente um ser humano, mas um ser energético cor rosa, esse aparecimento deu-lhe uma tranquilidade interior imenso e sentiu uma enorme felicidade, sentiu também que a energia do PAI (entidade masculina divina), estava a abençoar toda a Praia das Maças. Logo de seguida esta grande entidade desvaneceu-se e apareceram outras duas entidades da mesma cor-de-rosa, com a mesma forma, mas de menor dimensão.

 

Entidade segue avião

Estava no horizonte nessa altura dois aviões sobrevoando aquela área e uma das entidades separou-se das outras e acompanhou um dos aviões, seguindo o percurso. Pareceu à RAA que aquela entidade estava a proteger o avião.

 

Logo de seguida RAA sente a energia do PAI e no mar vê um desenho duma onda muito grande vinha até à praia. Dias depois RAA ainda sentia no seu peito a emoção aquela grande onda. (Podemos perguntar se aquela onda será uma visão profética?).

 

 

Dia 4 Outubro 2009

No dia 4 de Outubro 2009 - domingo, por volta das 17 horas, RAA, voltou à Praia das Maças por sugestão da sua guia a Virgem Maria. Chegou de autocarro e como se sentia ainda enjoada das curvas que o autocarro dava, ficou sentada a olhar o mar na esplanada que fica no início da praia. Aí sentia a energia do lugar, estava tudo muito calmo.

 

Dialogo com as plantas

Mesmo à sua frente havia umas plantas que falaram com a RAA dizendo-lhe que estavam muito contentes, mas que às vezes precisavam de água, disseram-lhe também que alguma estava a acontecer com a RAA, pois ficaram chateadas. RAA desculpou-se dizendo que não tinha gostado nada de fazer aquele percurso de autocarro.

(Deduz-se que a sua sensibilidade estava de tal maneira agudizado que começou até a sentir o estado emocional das plantas).

 

Uma energia muito doce na esplanada

RAA diz «Uma energia muito doce e ao mesmo tempo muito calma diz-me para olhar para as rochas à esquerda da praia, fiquei bastante tempo a olhar essas rochas. Das rochas parecia sair a mais bela energia que já tinha sentido, era como se fossem ondas brancas de luz, parecia a energia da fonte do PAI. Aquela voz dizia-lhe muito claramente «Lembra-te de mim».

RAA ficou comovida, depois apercebeu-se de uma energia ao seu lado de cor vermelha. Essa energia depois foi até às rochas, no lado esquerdo da praia.

A energia vermelha foi até o centro da energia branca que parecia sair das rochas, depois parecem surgir dali os homens-peixe. Pouco tempo depois sentiu a energia branca no horizonte, a proteger e enviar ondas-vibração de luz e calma

 

Muitos humanóides peixes no mar

Logo de seguida viu que tinham saído seres de cor preta das rochas, cuja aparência exterior fazia lembrar as escamas de um peixe. Logo de seguida o mar da Praia das Maças ficou cheio destes seres com pele de peixe. Esses humanóides com pele de peixe de cor preta tinham a cabeça mais grande do que a cabeça dum homem normal. Deu-lhe a sensação que eram seres metade humanos e metade peixe, com braços e pernas e tronco, mas a sua constituição exterior era dum peixe, as mãos e os pés pareciam-se com barbatanas. Todo o corpo parecia coberto de escamas. Seria um humanóide peixe.

Conseguia ver as suas cabeças junto à praia, eram muitos.

 

Humanóide-peixe vem a terra

RAA não conseguiu pronunciar-se sobre o porquê da sua presença ali junto à praia. Teve a sensação que os mesmos queriam vir até à praia. Um deles veio até à praia e no momento que pisa a areia fica transparente. Um segundo depois estava na sua frente. RAA fez a seguinte expressão «deu a sensação que veio até à terra e num momentinho estava perto de mim, havia também ali perto de mim uma outra pessoa terrestre que não se apercebeu de nada».

 

Ser meio transparente

O humanóide peixe era mais alto que um ser normal, tinha olhos, não se lembra se tinha nariz, não tinha cabelos, parece que o ser trazia um fato de mergulhador, quando foi visto ao longe no mar, mas quando o humanóide peixe se aproximou dela verificou que era transparente. O ser esteve perto da RAA somente alguns segundos. Seria como se fosse uma silhueta. RAA perante aquele ser ali perto de si ficou assustada e talvez perante essa sua reacção o ser desapareceu.

 

Humanóide-peixe aproximou-se da RAA.

 

 

Pré anunciação

Nessa altura lembrou-se daquilo que aconteceu no dia 30 de Agosto 2009, na qual viu uma energia preta, veio quase até à praia, na altura até pensou que seria alguma energia negativa, mas no dia 4 de Outubro 2009, depois de ver aqueles humanóides peixes é que pensou que o acontecido no dia 30 de Agosto poderia ser uma pré anunciação desses seres.

 

Olha o sol

Depois desta presença, RAA ficou mais calma, continuando a olhar o mar e a pensar nesses seres. A sua guia “A Virgem” diz-lhe para olhar o sol.

 

O sol pula em 4 Outubro 2009

Enquanto antes no dia 30 de Agosto 2009 a trajectória ascensional do sol sofreu uma ligeira inclinação para a direita, em 4 de Outubro 2009, o sol pulou para cima, mesmo na vertical, e para baixo voltando a ficar à mesma posição. Esta movimentação durou breves segundos.

 

4Out2009.jpg”>

O sol pulou duas vezes na vertical, á sua volta formou-se a imagem dum crânio em forma de morango, ao longe apareceram os humanóides-peixe.

 

Rosto no sol

Quando o sol pulou para cima ao seu redor apareceu uma energia branca. Essa energia transformou-se num rosto, esse rosto era parecido a um crânio mais largo na testa e menor no queixo, parecia ter a forma de um morango. Pensou que poderia ser um rosto dum extraterrestre. Desta vez, à volta do sol não apareceram bolas pretas. Fiquei a olhar como se desvanecia aquela energia branca no ceu. Sentiu a energia do PAI perto de si,

 

Mar de humanóides-peixes

RAA de seguida deslocou-se até ao miradouro em frente à pequena igreja da Praia das Maças, ficou ali a observar o mar. Começou a ver as cabeças pretas de muitos homens peixes e verificou que essas entidades vieram até à linha de água na praia e aí ficaram muito tempo, verificou que eram seres pacificos que não queriam magoar nenhuma pessoa, mas sentiu que a sua energia era forte. Eram muitos e estavam a boiar sem nadarem e simplesmente deixavam-se ir nas ondas.

 

4Out2009 seres peixe.jpg”>

 

Miradouro em frente à igreja da Praia das Maças, ao longe sobre as águas RAA vê os humanóides-peixe

 

Tranquila

RAA desta vez não ficou com medo, ao longe no mar, via aquilo que chama de energia branca das rochas, ou seja algo que considera como a energia fonte primordial.

 

Possível representação das bênçãos desta entidade feminina.

 

 

Tormenta no futuro

RAA diz «No final de Outubro 2009 estava a olhar o céu e senti que a energia do PAI mostrava-me que iria vir uma grande tormenta de areia e ate é possivelmente uma guerra. Não percebi bem o que queria dizer-me, dias depois no meu local de trabalho percebi, aquela tormenta de areia poderia ser um grande tornado.

 

Visita a Fátima

Fátima é uma localidade a 130 Km a norte de Lisboa e foi palco duma aparição mariana cujos acontecimentos já foram demasiadamente divulgados, mas que continua a ser um local de visita, RAA também lá foi e conta-nos o que viu e sentiu.

 

"Apanhei o autocarro em Lisboa, para Fátima a volta das 16h, no dia 11 de Outubro de 2009 – Domingo, e cheguei lá cerca das 17,30 h.

 

Uma vez ali percebi que havia muitas pessoas na alameda das aparições, uma vendedora muito simpática duma loja de artigos religiosos perto do Hotel Santa Maria diz-me que dentro de dois dias se comemorava a primeira visão da Virgem, diz-me também que ali havia muitos espanhóis, porque a segunda-feira a seguir era feriado na Espanha.

Visão da capa da Virgem na Capelinha das orações

No santuário estive a ver a procissão dos peregrinos, também assisti a uma parte da missa que estava a acontecer na capela das aparições, onde apareceu a virgem aos pastorinhos. Passado algum tempo de eu estar a ouvir a missa, fiquei com vontade de ir para a igreja principal (Basílica), mas antes de sair do recinto da capela, vi a capa branca da virgem á direita da capela, fiquei muito surpreendida.

Desde aquele dia na minha casa tenho visto muitas imagens da virgem e do pastorinho Francisco Mato.

 A minha guia insistiu, se tinha que publicar estas experiências em Fátima e na minha casa, no mesmo texto onde contava as minhas experiências na Praia das Maças.

Sinto fortemente que aquilo que estou a vivênciar é um chamamento ao Divino para pedir por a Terra e pela Paz. Muito obrigada. Paz e Amor» diz a RAA.

 

Nota:

No dia 4 de Outubro 2009, entre as 11 e as 12 horas, fomos à Praia das Maças (a 50Km a poente de Lisboa) em busca da informação de que algo de anormal teria acontecido no sol, depois da procissão. Encontramos algumas pessoas que amavelmente nos responderam que nada viram no sol.

Houve até um indivíduo que aparentava ter 50 anos, na Rua Nª Sra. da Praia, disse-nos «se estão à espera de milagres, não houve cá nenhum», notava-se nele um ego desafiador e senhor da verdade.

Uma das pessoas mais acolhedoras e extremamente simpática que nos prestou algumas informações tem um quiosque de venda de jornais na praia, colocou-nos o seu álbum de fotos da procissão à nossa disposição, onde se via os andores na procissão, a charanga da GNR e todos aqueles que participaram na procissão do dia 30 Agosto 2009.

Desta nossa visita não notamos nada de anormal, embora possamos dizer que não somos pessoas sensitivas. Não quer isto dizer que tenhamos que rejeitar aquilo que a RAA diz. Temos conhecimento doutras pessoas que sentem ali energias muito elevadas de luz.

Guardiães locais

Retirando informações daquilo que Geofrey Hodson transmite no seu livro «O Reino das Fadas», em todos as manifestações de qualquer índole religiosa, é comum apareceram o Deva da região, assim como seres das diversas hierarquias angélicas. Geofrey Hodson descreve esse Deva (ser de luz) como sendo o coordenador da região que dirige diversas hierarquias angélicas e dévicas em serviço nessa região.

Sabemos que as Aparições Marianas são um espectáculo onde entram diversos actores, entre eles podemos colocar os ovnis e os diversos assistenciais duma região, para engrandecerem a vinda dum(a) actor mais elevado, geralmente um ser de aparência feminina muito bela.

Outra explicação

Maria Amélia Leandro de Benfica, hoje com 83 anos, costuma desde há muitos anos, ver um ser de grandes proporções no céu de Benfica em Lisboa, a quem chama de «Divino Cristo Solar». O que será esse ser com trinta metros de altura um Deva ou outra energia mais elevada?

 

Uma nova teologia

A parte que poderá ser mais controversa, neste artigo poderá estar na afirmação da RAA que a sua guia, ou voz interior, é a Virgem Maria.

Pegando novamente no ultimo artigo da IA «A nave do Cabo Espichel e as novas declarações da Mãe» tendo em conta que o mesmo poderá fazer escola e fundar-se a partir dali uma nova teologia, a afirmação da RAA que tem como voz interior ou guia a Virgem Maria poderá ser validada quando a «MÃE» diz à IA que ela é conhecida por diversos nomes.

 

A MÃE e as diversas virgens

Podemos acrescentar que a RAA muitas vezes apelida a sua guia de «A MÃE», algo muito parecido com a mesma linha de expressões da IA. Outra questão que há que notar é a sensibilidade da RAA às duas energias, consegue diferenciar as duas polaridades da energia divina.

Será que começaram nestes últimos anos, a serem cada mais percepcionadas as energias das diversas polaridades divinas?

 

Re-ligar

A palavra religião significa re-ligar, voltar a ligar, estabelecer uma ponte entre o mundo daqui onde estamos, com o mundo donde viemos e para onde iremos. Portanto é provável que do outro lado, donde viemos, possam vir até nós manifestações que aqui consideramos serem de origem divina e não passarem de re-encontros com o nosso passado/futuro.

 

Vários nomes a mesma energia

Todas as religiões parecem ter as suas MÂES ou Virgens.

  1. Adha-Nari, a indiana;
  2. Ísis, a egípcia;
  3. Astaroth, a hebraica;
  4. Astarté ou Haschtoreth, a síria;
  5. Afrodite, a grega;
  6. Vesta, a romana;
  7. Hera, a germana;
  8. Ina, da Oceânia;
  9. Isa, a japonesa;
  10. Kuan-Yin, a chinesa, asiática, etc.

 

Dialogo com as plantas

Igualmente estes relatos da RAA, aumentam de valor ao constatar-mos o diálogo da RAA com as plantas, o que realmente é deveras inovador. Até hoje só poderíamos imaginar tais capacidades de contacto com as plantas, nalgum asceta em meditação numa caverna do Tibete, mas não é só nos longínquos paraísos dos Lamas, aqui em Portugal, vários pessoas, quase sempre mulheres, têm capacidades que rivalizam com os mitos dos ascetas orientais.

 

O Papa Pio XII, no seu discurso a 3 de Outubro de 1958 perante mais de 700 católicos americanos disse:

“O mundo invisível que nos rodeia, é tão real como o mundo visível que conhecemos. A Humanidade tem sido sempre protegida por Seres que contemplam A Face de Deus de mais perto”.

 

Luís Aparício

Luisaparicio2007(arroba)gmail.com

 

VALID CSS
  |   VALID XHTML