Almaris Versão para impressão
Avaliação: / 8
FracoBom 
artigos da APO - Noticias
Escrito por José António Ribeiro   
Quarta, 04 Maio 2011 05:50

Na sequência do artigo «Sobre as mensagens que nos batem à porta…» recebi a comunicação e o exercício em anexo que me parecem suficientemente interessantes para serem divulgados. Os dois textos são psicografados por Leonor  e foram-me enviados por esta última, na sequência de outros já recebidos. Junto abaixo alguma informação adicional. A mensagem acima vai no mesmo sentido de um vasto conjunto de outras de teor semelhante, transmitidas por diferentes entidades, psicografadas ou não e que são do domínio público. A clareza e sobriedade das mesmas são uma garantia de credibilidade. Os termos em que Leonor descreve Almaris situam-na num grupo de virgens pertencentes a diversas culturas, que têm em comum serem Senhoras do Mar e são, de alguma forma, associadas ao planeta Vénus – nossa Senhora do Mar, Iemanjá, etc.

Sobre Leonor

Leonor é professora do ensino secundário e vive em Coimbra, onde orienta um grupo de meditação. Essa orientação tem-se estendido a fins de semana inteiros, como um retiro, em hotéis que a convidam, porque neste momento, essas actividades estão a ter muita procura.É uma estudiosa de longa data de temas do esoterismo. Psicografa as mensagens de Almaris.

 Sobre a fonte (segundo Leonor)

“Almaris é uma entidade de energia feminina, apresenta-se vestida de verde água e como Senhora do Mar. Do que eu entendo, ela e o seu grupo de trabalho têm ao seu cuidado o elemento água, na terra. Ela manifesta-se sempre que eu lhe peço. E quem estiver ao pé de mim, sente imediatamente um frio acentuado. A energia dela é uma energia fria.

Ela vem trazer sempre mensagens de comportamentos e de mudanças no nosso interior. Ela nunca diz que vai acontecer isto ou aquilo, aqui ou ali. E escusa de perguntar. Ela responder-lhe-á que acontecerá o que for necessário à evolução, quer da terra, quer do ser humano.

E insiste na tranquilidade com que devemos encarar os acontecimentos. Ela insiste no Amor, mas um Amor livre de posses, solto, liberto. Só o Amor é eterno e criador.”

José António Ribeiro

 -------------------------------------------------------------

Comunicação de Almaris 28 Abril 2011

 Captação e difusão de luz

 

Queridos irmãos e irmãs, quero manifestar a nossa gratidão e reconhecimento por todo o trabalho que vindes a realizar. Hoje, neste dia 28 de Abril do ano da Graça de 2011, venho junto de vós trazer-vos um pequeno exercício muito poderoso para captardes Luz e a difundirdes. Disse-vos ontem que na proporção da vossa capacidade de absorver luz, assim a vossa vida decorrerá e a vossa subida de vibração aumentará. Eu sei que a vida nessa dimensão, neste momento crucial da vida na Terra, está muito difícil e sei que vos debateis com graves questões de ordem material, ainda uma necessidade na vossa dimensão. Mas, sabei que, também essas questões se dissiparão na medida em que vos tornardes estrelas cintilantes.

A ilusão está a chegar ao fim. Tudo, muito em breve será Luz, Sabedoria e Amor.

Sentai-vos confortáveis. Tende apenas o cuidado de escolher um sítio onde façais sempre o vosso exercício de captação de Luz, para que crieis um canal directamente ligado à egrégora celeste que vos acompanha. Assim, quando vos sentardes nesse sítio, imediatamente o canal de Luz será accionado.

Imaginai um arco-íris que começa junto dos vossos pés, e vocês começarão a subir por ele. Á medida que vão subindo, vão-se envolvendo nas cores do arco-íris. Vão subindo lentamente, vão-se envolvendo dos pés à cabeça com as cores do arco-íris. Quando chegarem ao alto do arco, estarão numa espécie de hall redondo onde há 13 portas.

Não necessitam de entrar sempre em todas as portas; escolham três ou quatro segundo o vosso coração e no dia seguinte escolherão outras diferentes, para que trabalhem energias de frequências e objectivos diferentes. Mais uma vez vos digo, quanto mais captardes energia, mais facilitareis a vossa vida na terra, neste momento e mais subireis a vossa vibração.

 Comecem sempre, pela porta amarela do vosso lado esquerdo. ( como se se deslocassem no sentido dos ponteiros do relógio - da esquerda para a direita).

Porta 1 - Porta Amarela - A da sabedoria. Abram a porta. Lá dentro estarão numa pequena sala, toda amarela, com várias tonalidades. Respirem fundo, lentamente. Sintam esta energia poderosa que baixa sobre vós. Sintam-se banhar nesta luz de sabedoria. Dirijam-se agora ao fundo da sala, onde se abre uma varanda sobre a terra.

Abram as vossas mãos sobre a terra e direccionem toda essa energia amarela para a terra: para os governantes, para as classes políticas, para os médicos, para os professores, para os que ministram a justiça, enfim para todos os que vocês se lembrarem que precisam de sabedoria. Fiquem um pouco a observar esta energia a cair sobre as pessoas para onde a enviaram e regressem ao hall.

Entrem na Porta 2 do lado esquerdo - Cor-de-rosa. Entrem. Vão encontrar-se numa sala semelhante, mas aqui tudo é rosa.

É a energia do Amor e do Perdão. Envolvam-se nessa energia, recolham-na no vosso chakra cardíaco, absorvam-na e fiquem um pouco a deixar-se penetrar desse Amor.  E vamos outra vez à varanda e observem a terra inteira e abram as vossas mãos, como quem lança pétalas de flores e derramem imensa dessa energia do amor e do perdão que flui através de vocês. Derramem-na sobre os países em guerra, sobre as pessoas em conflito, sobre aqueles irmãos que estão na cadeia por terem cometido actos desalinhados, por terem feito a escolha errada, sobre as vítimas dessas escolhas, sobre tudo e todos os que vocês acharem que precisam dessa energia. E sobre a terra também, a terra mesmo, a Terra, planeta que tem vindo a ser tão agredido. Deixem essa energia ficar a fluir e voltem ao hall.

E entrem na Porta 3, a porta Branca - É uma sala igual às outras, a mesma porta, a mesma varanda sobre a terra. O processo é sempre o mesmo. Esta energia branca  muito brilhante é a energia da evolução espiritual, da pureza, da inocência e da alegria. Recordem as palavras do Mestre Shananda, aquele que vocês conhecem como Jesus Cristo, quando há mais de 2000 anos passou pela terra, disse «deixai vir a mim as criancinhas». Ora Ele não se referia às crianças, no sentido literal, mas referia-se à necessidade de cada um de vós de voltarem a ser crianças, com a pureza , a inocência e a alegria. Deixem-se penetrar dessa energia, de pureza, de inocência e de alegria, respirem fundo, sintam-na preencher o vosso coração até transbordar, sintam-na a inundar as vossas células. E cheguem à varanda e lancem-na sobre a terra, sobre todos os lugares e pessoas que o vosso coração vos indicar.

Atenção - vocês podem lançar a energia para a terra , simplesmente, sem a direccionar. Contudo se for direccionada a energia será mais facilmente absorvida e terá muito mais força, porque não se perderá.

 Regressem ao hall e entrem na Porta 4 - a porta verde (do verde das batas cirúrgicas). Sigam o mesmo processo. Toda a sala é verde. É o verde da cura, da cura a todos os níveis. Desde o carma, às doenças físicas, às doenças psicológicas, às doenças da alma. Recebam essa energia, sintam-na sarar os vossos males, regenerar as vossas células, fortalecer os vossos órgãos, inundar de luz todo o interior do vosso corpo.

É a altura de decidirem libertar-se de heranças genéticas e hereditárias. Encham o peito dessa energia, até não poderem mais e vão à varanda, lançá-la sobre a terra. Sobre os que sofrem doenças dolorosas, sobre os que sofrem de doenças que, nessa dimensão, ainda são incuráveis,  sobre os cientistas para que sejam inspirados e descubram as curas, enfim, sobre todos aqueles que o vosso coração vos indicar. E não esqueçam o vosso planeta.

Regressem ao hall e entrem na Porta 5 - a porta Laranja. Mais uma vez a sala é igual às outras , mas laranja. Aqui absorvam a energia da abundância. Abundância de generosidade, fraternidade, tolerância, compreensão, mas também a abundância material, tão necessária na vossa dimensão.

(quero explicar, mais uma vez que abundância material não é terem imensas somas de dinheiro num banco, e grande acúmulo de bens materiais. Abundância é terem o que vos chegue para fazer face à vossa vida quotidiana, sem se preocuparem.)

Absorvam essa energia e derramem-na sobre a terra, sobre aqueles que têm muitos bens materiais, mas lhes falta generosidade e sobre quem nada tem. Lembrem-se que não podemos pedir generosidade a quem vive com fome. Inundem bem a terra com esta energia laranja e sintam-se envolvidos nela.

E voltem ao hall, Porta 6 - Porta Vermelha - Seguem os passos das outras portas. E esta é a energia da luta contra o mal., contra o mal em todas as suas vertentes: a mentira, a traição, a deslealdade, a corrupção, a tirania, a intolerância, todas as formas de comportamentos desalinhados e más escolhas.  Inundem-se nessa energia, para terem as defesas suficientes para não caírem nessas opções. E lancem imensa dessa energia sobre a terra.

 E voltem ao hall, à Porta 7 - A porta prateada - a vossa porta . Essa é a porta da vossa vida. Ao entrarem aí inundem-se dessa energia prateada. e fiquem tranquilamente absorvendo-a no coração e na mente. Não pensem em nada do que vos apoquenta., imaginem que essa sala tem um sofá. Fiquem um pouco sentados vendo fotografias, absorvendo energia. Prestem atenção às fotografias que vêm. Muita vez, elas são imagens com as soluções de algumas das vossas questões. Não se preocupem em querer ver isto ou aquilo , ou ver se isto vai ser assim ou de outra maneira. Absorvam energia prateada, simplesmente. O resto vem por arrastamento.

E voltem ao hall , à Porta 8 - Porta Cor de Bronze muito brilhante - A mesma sala, mas de cor bronze. Absorvam essa energia até transbordar. Vão sentir como se estivessem a girar, podem até sentir uma espécie de tontura. (é só respirar fundo muito lentamente, reter o ar, deitar fora muito lentamente ficar um pouco sem ar e relaxar, passa logo)

Esta é a energia da polarização, de equilíbrio electromagnético. Precisam de estar equilibrados magneticamente e polarizados na mesma frequência da terra. Lancem esta energia pela janela e direccionem-na para o eixo da terra, para as camadas da terra, para os vulcões, para os mares e também para a Lua.

E voltem ao hall Porta 9 - Porta Lilás - a porta da transmutação. A sala é igual, mas lilás. Absorvam esta energia, no vosso coração, na vossa mente e no vosso corpo para transmutar tudo o que restar de carma e negatividade. E, da varanda, lancem-na sobre a terra. Direccionem-na para onde o vosso coração vos inspirar.

E voltem ao hall, à Porta 10 - A porta Azul força - do equilíbrio, da força, do discernimento. Envolvam-se nessa energia. Inundem-se dela e depois, da varanda, lancem-na sobre a terra, direccionada a tanto lugar e pessoas que precisam dela.

E voltem ao hall - à Porta 11 -  verde alface - a porta da verdade. Inundem-se dessa energia, deixem que esse verde, a verdade inunde a vossa vida. E lancem-na sobre a terra, para que tudo o que está encoberto, seja descoberto, Tudo. Mas este tudo é tudo mesmo, quer a nível material, quer espiritual. Que a verdade apareça, inquestionável.

E voltem ao hall- à Porta 12 - A Porta Dourada - a mesma sala, mas dourada. Recebam essa energia dourada, na vossa mente, no vosso coração e com ela a iluminação e lancem-na sobre a terra, globalmente para que toda a terra seja iluminada e que aconteça na terra um novo «Fiat Lux»

E voltem ao hall e finalmente à Porta 13 -. Porta Azul claro - o azul  do manto da estátua com que representais a Mestre Mãe Maria a quem chamais de «Nossa Senhora». uma sala igual, mas toda desse azul é o azul da Unicidade, aqui recebam toda a energia que puderem e é a hora de unir o vosso ser com a terra e com o céu. Façam essa união/fusão no vosso coração.

E lancem esta energia poderosíssima sobre a terra, direccionem-na para todos aqueles irmãos e irmãs de Luz irmanados convosco na busca do divino.

Como vedes meus queridos, as duas últimas salas fazem a síntese  de todas as outras, mas é preciso que façais todos os passos.

Como vos disse não precisam de fazer as 13 portas de uma só vez.

Mas é importante que se concentrem bem naquelas que fizerem.

Obrigada meus queridos. Deixo-vos na Paz.

Sou Almaris, vossa irmã em vós

 

-----------------------------------------------------------------------------------

 

Comunicação de Almaris

 

Hoje, dia 28 de abril do ano da graça de 2011, quero expressar-vos a nossa gratidão e reconhecimento pelo vosso trabalho. A terra está a entrar na fase final do ciclo da ilusão. Este mês de maio que agora vai entrar será de importância extrema para todos vós, irmãos e irmãs de Luz.

Neste mês de maio, assistireis a coisas que nunca foram vistas sobre a terra. Este mês de maio, será dispensada para a terra uma tal potência de Luz como nunca há memória na galáxia.

Queridos, é tempo de fazer a vossa unidade no vosso coração, é tempo de abrirdes completamente o vosso coração ao Cristo, que renascerá dentro de vós e nos céus! É tempo de ouvirdes o som da terra e o som do céu, no vosso coração, não nos vossos ouvidos.

Muitos de entre vós já têm as suas percepções mais apuradas. Tudo o que este mês de maio traz é alegria, pois a saída da ilusão está muito, mas muito perto. Não vos deixeis apanhar por palavras manipuladoras. Elas só servem os objectivos das forças involutivas para vos atrasar. Em cada dia do mês que agora se abre a aceleração será cada dia mais forte, como nunca se viveu na terra, no que diz respeito aos elementos, no que diz respeito ao tempo, no que diz respeito à vossa consciência, no que diz respeito ao espaço, é o momento da Revelação e da saída da ilusão.

O Arcanjo Miguel, como vós conheceis, está encarregado de fazer a fusão da trindade: cada um de vós, a terra e o céu! Não precisais de saber nem data nem hora, mas sede certos que o mês de maio será único sobre a terra. Por favor, estai muito atentos e não vos desestabilizeis com as notícias que ouvis.

Ainda não venho anunciar o fim desta dimensão, mas sim dizer-vos que estais a entrar na sua fase final. Os Anjos estão em todo o lugar da terra  a desempenhar o seu papel, acolhei-os com amor no vosso coração. Acolhei a Luz no vosso coração, da vossa capacidade de receber a Luz depende a facilidade com que vivereis as confrontações e dificuldades com que ainda vos deparais nestes últimos tempos. Faço minhas as palavras do Grande Ancião dos Dias «quereis continuar lagartas ou quereis ser borboletas?».

Efectivamente haverá um antes deste mês e um depois deste mês, sem o qual nada mais avançará. Em todo o Mundo Galáctico estamos ao vosso lado, a ajudar-vos a levar por diante as vossas resoluções, mas lembrem-se nós não poderemos fazer o vosso trabalho! Este mês têm que penetrar no santuário do vosso coração e definir as vossas prioridades. Convidamo-vos a acolher o Cristo no vosso coração, na pureza e na inocência e alegria da Luz. De agora em diante não tereis mais obstáculos à vossa vida desde que vos abandoneis à Luz!

Peço-vos que se reúnam no dia 13 de maio, pelas 17 ou 18 horas. Nessa altura faremos um ponto da situação, porque os primeiros 13 dias acabaram e estaremos juntos na abertura do portal 13:13. Peço-vos que estejais juntos até cerca das 20 horas. Entre as 19 e as 19,30 o Arcanjo Miguel terminará o alinhamento da Luz no vosso coração, que começou com o nascer do sol.

Iniciai a preparação, concentrando-vos em receber toda a Luz no vosso coração, só isso. É natural que sintam várias perturbações, diferentes uns dos outros em função da vossa capacidade de Luz. Podem ter dificuldade em adormecer, dores nos músculos, dores de cabeça ou mesmo um cansaço imenso. Logo passará, após esse trabalho. Mas quanta mais Luz receberdes, mais rápido passarão esses incómodos.

Vede o que virdes, ouvi o que ouvirdes, assisti ao que assistirdes, não julgueis nada, não façais juízos de valor. Tudo, neste mês, se encaixará, como por milagre, no seu lugar e a vossa compreensão da verdade à vossa volta estará enormemente aumentada.

Claro que as circunstâncias serão diferentes nos diversos lugares da terra, em função da forma como em cada lugar se recebe a Luz. Também eu estarei convosco, bem como toda uma corte de energias femininas, a Mestre Mãe Maria, Mestre Nada, todas estarão, mas o nosso papel será apenas ajudar-vos a receber a luz e todas as transformações que com ela se operarão no vosso coração. Ficai em paz, sede sementes cintilantes de estrelas, meus irmãos e irmãs de Luz.

É chegada a Hora da Luz. O Amor e a Luz vencem sobre as trevas e a ilusão.

Sede Luz.

Almaris

atualizado em Quarta, 04 Maio 2011 05:54