Plutão pode ter três luas, dizem cientistas Versão para impressão
Avaliação: / 0
FracoBom 
artigos da APO - Astronomia
Quarta, 02 Novembro 2005 11:59
WASHINGTON (Reuters) - Plutão, um corpo espacial que fica em um ponto distante do nosso Sistema Solar, pode ter três luas ao invés de uma, disseram cientistas na segunda-feira Usando o Telescópio Espacial Hubble, astrônomos viram dois novos satélites naturais em maio e ficaram intrigados com o par de possíveis luas que parece orbitar ao redor de Plutão a cada três dias.

Se a observação for confirmada pela União Astronômica Internacional, as novas luas receberão nomes inspirados na mitologia clássica, unindo-se à lua Caronte, batizada com o nome do barqueiro dos mortos. Plutão é o senhor do inferno, segundo a mitologia clássica.

Por enquanto, os novos satélites são chamados apenas de P1 e P2. Porém, um dos cientistas que os descobriu não resistiu à tentação de fazer algumas alusões "assustadoras".

"Trata-se de uma grande coincidência o fato de Plutão ter recebido o nome do senhor do submundo e de nós estarmos descrevendo essas luas durante o Halloween (dia das bruxas)", disse Alan Stern, do Instituto de Pesquisa do Sudoeste.

A primeira lua de Plutão, Caronte, foi descoberta em 1978. Caronte tem cerca de metade do tamanho de Plutão, o que a torna menos parecida com um satélite natural. Muitos cientistas acreditam que os dois corpos celestes formam um sistema binário.

As duas supostas luas recém-descobertas são muito menores que Caronte, com algo entre 48 e 161 quilômetros de diâmetro. Os cientistas ainda não possuem os dados exatos.

A descoberta dos satélites naturais faria de Plutão o primeiro objeto conhecido do Cinturão de Kuiper -- um anel de objetos rochosos que circula fora da órbita de Netuno -- a possuir mais de uma lua, afirmou Hal Weaver, da Universidade Johns Hopkins.

As supostas luas, porém, não ajudam a esclarecer o status planetário de Plutão, descoberto em 1930 e dotado de uma órbita excêntrica ao redor do Sol. Alguns questionam o fato de Plutão ser chamado de planeta. Mais informações e imagens podem ser encontradas no site http://hubblesite.org/news/2005/19/.