EUA lançam novo telescópio para procurar alienígen Versão para impressão
Avaliação: / 0
FracoBom 
artigos da APO - Astronomia
Quinta, 20 Abril 2006 00:01

EUA lançam novo telescópio para procurar alienígenas. Um observatório americano lançou ontem um novo telescópio construído especialmente para capturar possíveis sinais de luz transmitidos à Terra por extraterrestres. O equipamento é o primeiro a ser desenvolvido apenas para vasculhar o céu por luz emitida por alienígenas.

Ele é capaz de cobrir uma área 100 mil vezes maior do que o aparelho atualmente em uso para procurar vida fora da Terra. "O lançamento deste telescópio representa um destes raros momentos em que o esforço de pesquisa científica dá um salto à frente", disse Bruce Betts, diretor do projeto na Planetary Society, grupo que defende a exploração espacial e financiou o desenvolvimento do telescópio.

"Enviar sinais de laser através do cosmos seria uma forma bastante lógica de um ET se comunicar, mas até agora nós não tínhamos equipamentos para receber tais sinais", disse. Pesquisadores acreditam que civilizações alienígenas provavelmente usam sinais de luz para fazer transmissões de rádio.

A luz visível pode formar densos raios e poderia potencialmente enviar informações com mais eficiência, disse Betts. O telescópio foi construído no Smithsonian Center, na Universidade de Harvard, onde a Planetary Society, que não tem fins lucrativos, vem pesquisando as profundezas do espaço.

O novo telescópio pode processar em um segundo o equivalente a todos os livros já impressos. Ao analisar o céu, ele usa um tipo de câmera que detecta flashes de luz que duram até um biolionésimo de segundo. "Nós estamos evoluindo da observação de umas poucas estrelas para uma pesquisa de todo o céu.

Em um ano, teremos analisado todo o hemisfério Norte", projeta Betts. O telescópio custou cerca de US$ 400 mil para ser construído, muito menos do que um equipamento semelhante para pesquisas tradicionais. Betts disse que o barateamento ocorreu porque este equipamento não precisa ser tão sensível quanto os outros.