Centenas de ovnis em Condeixa-a-Nova Versão para impressão
Avaliação: / 0
FracoBom 
artigos da APO - Casos Portugueses
Escrito por Luís Aparício   
Domingo, 27 Outubro 2019 15:03

Pedro Fontes vive na Urbanização Nova Conimbriga (ao lado do IP2) em Condeixa-a-Nova, tem 50 anos e é pintor de profissão. No dia 26 de outubro de 2019, às 22,05, viu vir de sul uma enorme bola cheia de luzes que piscavam luz branca.

O Sr. Pedro Fontes costuma ver uma luzes brancas que passam no céu e ontem disse a um vizinho seu que isso acontecia regularmente, mas no dia 26 outubro 2019, viu vir de sul uma bola enorme cheia de luzes que piscavam e foi ter com um vizinho seu, para lhe comunicar que desta vez não eram luzes individuais, mas um aglomerado enorme de muitas luzes. Eram no total cinco pessoas adultas e uma criança de cinco anos.

Quando aquela bola cheia de luzes chegou a Condeixa-a-Nova, veio uma outra luz de norte e colocou-se a sul da grande bola cheia de luzes.
Logo a seguir e todas as luzes mudaram de direção e foram para norte, seguindo a bola que veio de norte.
Parece que aquela luz que veio de norte era uma luz guia exploradora que veio reorientar o grupo de luzes e atribuir uma nova forma de deslocação.
De seguida as luzes deixam de estar concentradas na grande bola e passam a ordenar-se em fila indiana.

Todas as luzes transitavam numa elevada atmosfera, talvez à mesma altura que os aviões se deslocam (11 mil metros), eram de cor branca e piscavam.
Para o Sr. Pedro Fontes, cada luz teria uma aparência igual à cabeça do seu polegar (2 cm) fez comentários com os seus vizinhos porque ia um avião a passar e notava-se as luzes vermelhas, tendo dado para comparar o avião com cada uma das luzes.
Pressuponho que se cada luz tinha uma aparência visual de 2 cm a 11.000 metros deveria ter mais de 200 metros reais.

No total de tempo o Sr. Pedro Fontes diz que esteve a ver as luzes durante cerca de 10 minutos, portanto diz que eram milhares de luzes.

O Sr. Pedro Fontes diz que em 1995 , viu um ovni esteve parado talvez um minuto, por cima duma grua, era do tamanho dum carro e estava todo cheio de luz, lembra-se que nesse dia era dia de feira. Depois o ovni começa a ascender vertiginosamente em direção ao zénite.

Luís Aparício