Ortotenia em Alviobeira Versão para impressão
Avaliação: / 17
FracoBom 
artigos da APO - Casos Portugueses
Escrito por Luís Aparício   
Sábado, 11 Fevereiro 2012 10:13

No dia 2 de Dezembro de 2011, um grupo aficionados da ovnilogia, com idades entre os 21 e os 26 anos, que habitam em Vila Franca de Xira, deslocaram-se a Alviobeira, no sentido de confirmarem aquilo que tinham visto no canal de televisão TVI no programa “A Tarde é sua” em que foi entrevistado um habitante de Alviobeira de nome Jorge Farinha, que ao longo dos anos tem visto muitos ovnis.

A casa do Sr. Jorge Farinha localiza-se numa zona bastante alta donde se pode ver Tomar e a Serra Daire e Candeeiros. Estacionaram o seu automóvel perto de um túnel e ficaram lá um pouco esperando ver se aparecia algo de anormal no céu. O céu estava bastante limpo e viam-se imensas estrelas. O tempo passava e não conseguiram ver nada para além das estrelas e das estrelas cadentes. Perto das 3h da madrugada desistiram e voltaram para Vila Franca de Xira, sem ter visto nada de ovnis.

No dia 3 Dezembro, por volta das 19h voltaram à Alviobeira. Desta vez pararam o carro mesmo no descampado em frente à casa do senhor Jorge Farinha e esperaram algum tempo para conseguirem falar com ele e dizerem-lhe porque ali estavam.

Ele ficou bastante contente e levou-os até à parte de trás da sua casa, um local ainda mais elevado do que aquele em que tinham estacionado o veículo. Aquele era o sítio principal onde ele via sempre os OVNIS.

Ficaram lá um pouco a falar com o Sr Jorge, querendo sempre saber mais sobre tudo o que ele sabe e ele ia sempre alimentando a curiosidade deles.

De repente, o Sr Jorge Farinha, olha para o lado e diz alto: “Olha ali uma!”, e começou logo a fazer sinais de luzes com uma lanterna que trazia na mão. Estes jovens logo presenciaram um grande espectáculo.

Forma metálica

O que era apenas uma luz começou a fazer uma trajectória que nenhum avião e muito menos uma estrela faz. Duma altitude muito elevada onde se deslocava, desceu em direcção ao local onde estavam fazendo um meio círculo. Neste movimento para o solo puderam ver uma forma metálica com luz da lua reflectida. Era um reflexo cinzento-escuro e prateado. Depois desta alteração de percurso em meio círculo e de mostrar a sua forma, aquele ovni ia numa trajectória em zig-zag na vertical. Mas, neste seguimento de uma nova trajectória, apenas conseguiram ver a luz emitida pela nave. Parecia que a nave estava com curiosidade, a querer mostrar-se ou até mesmo a brincar com este grupo de jovens e com o Sr, Jorge Farinha. A sensação inicial, quando o senhor Jorge fazia sinais de luzes, era de aproximação.

Depois desta nave surgiram mais duas luzes que se moviam em zig-zag e o Sr. Jorge disse-lhes que também eram naves. Tudo isto aconteceu entre as 20h e as 20:30h, do dia 3 de Dezembro 2011.
Adriano Araújo
Gonçalo Martinho
Telma Santos
Sara Vicente

 

 

atualizado em Domingo, 26 Fevereiro 2012 11:14