Aldeia da Ponte – Vaga de 1995

Este avistamento que aqui relatamos foi protagonizado por duas senhoras na altura com 70 anos chamada Ana de Jesus Simões Gata e a outra de 52 anos chamada Maria Elvira Lavajo Simões Gata ambas a viver na mesma casa na Aldeia da Ponte.

Este evento terá sido na primeira quinzena do mês de Setembro de 1995 e eram 03.30 horas quando a primeira a avistar o acontecimento foi a Ana Gata, tendo esta e perante aquele acontecimento gritado para a irmã “Oh Maria Elvira está aqui uma coisa muito estranha, anda ver”. O espectáculo era inovador mas o instinto dizia-lhes que aquilo não era nada conhecido e começaram a ter medo e a Ana disse para a irmã ”vamos embora que nos podem raptar”

O Objecto poderá ser considerado bastante pequeno, era de cor cinzento metalizado, tinha dois faróis de cor brancos, esses faróis, pareciam como o dos carros mas não estavam acessos e estava quase por cima de uma arrecadação de um só piso que tem 2.60 de comprimento, 1.86 de largura e 1.43 metros de altura tendo ficado ali a pairar alguns minutos. Na parte superior do objecto parecia haver uma cúpula.

A Maria Elvira disse que sentiu uma grande sonolência e não se recordou de ter voltado para a cama.

Na foto que juntamos colocámos uma pedra no centro da arrecadação onde estava também o centro do objecto.

Este acontecimento não foi isolado, já que foi muito comum avistamentos deste género no ano de 1995, havendo inclusive um jornal local que publicou uma reportagem sobre a vaga de ovnis na Aldeia da Ponte.

Também na primeira quinzena de Setembro de 1995, sem se recordar do dia e perto das 23 horas, uma outra irmã e o marido foram testemunhas do avistamento de um objecto redondo, na Aldeia da Ponte.

14 Junho de 2005
Luís Aparício