Avistamento em Braga

Possivelmente o objecto teria um tamanho maior pois a luz que piscava estava mais acima em relação às outras três luzes. O que consegui ver no céu estrelado e azul escuro, foi que, o referido objecto não era muito largo e as luzes estavam concentradas no que eu penso ser a parte de trás do objecto.

Deslocava-se para norte, era bem visível apesar de não ouvir ruído nenhum a sua marcha lenta e as cores das luzes é que o denunciavam. As luzes vermelhas ovais eram muito vivas, muito fortes e semelhantes a brasas, a luz branca era redonda e estava no meio das duas luzes vermelhas. No topo tinha uma luzinha branca redonda a piscar.

O que vi era bonito e a seguir às luzes vermelhas parece-me ter visto algo de cor cinza escuro e de tipo metálico. O objecto visto da forma como o vi era rectilíneo. Tinha uma luz branca no meio, uma vermelha oval de cada lado e juntas à luz branca e nas pontas das luzes vermelhas havia mais alguma coisa e de cor cinza escuro, de contorno fino possivelmente asas mas muito curtas.

Essa era a hora a que habitualmente começam alguns dos efeitos que venho
registado por escrito. Estes efeitos são: sentir choques nas pernas, ficar com sono de repente, sentir uma pressão muito forte nas frontes e no centro da cabeça, o coração começa a bater mais de força, os pelos dos braços ficam todos de pé, começo a ouvir estalidos de vários timbres, sentir algo ou alguém a aproximar-se de mim, sensação de não estar só, visualizar sombras ou vultos a deslocarem-se, sentir-me observada de perto (parece-me estar a ser vista por outros olhos), sentir uma vibração no centro da testa, picadas pelo corpo (mais nos braços, costas e pernas), zumbidos. etc e de repente sinto uma forte inclinação para me deitar. Quando reajo mantendo-me a custo acordada e não me deitando as sensações ficam mais fortes.

Coincidência ou não, o objecto foi visível a passar mesmo por cima da minha
casa. Fiquei admirada e simultaneamente assustada.

Braga 04.08.05

Maria Luisa Magalhães