Avistamentos em 2005 no Funchal

– Desde a adolescência que tenho fascínio pelos fenómenos OVNI e Paranormais.
– Tenho medo de andar às escuras em casa e quando me deito para adormecer, tenho de cobrir a cabeça com os cobertores.
– Tive visões/pensamentos sobre naves de propulsão magnética. Registei essas visões em desenhos.
– Tive visões/sonhos sobre vivências detalhadas noutro planeta. Tenho registado em desenhos, diversas paisagens e mapas.
– Tenho a sensação de ter implantes no meu corpo.
– Não suporto ver reportagens sobre operações cirúrgicas, chegando ao ponto de quase desmaiar.
– Incomoda-me profundamente fazer análises ao sangue e ser espetado por agulhas.
– Por vezes à noite, sinto presenças estranhas em casa, como que presenças espirituais.
– Acontece-me muitas vezes pensar em alguém e depois encontrar na rua a pessoa em que estava a pensar.
– Por vezes acordo a meio da noite com sonhos em que vejo um disco voador (geralmente negro com luzes intermitentes multicor) a pairar sobre mim. Estes sonhos deixam-me perturbado.
– Visões/pensamentos sobre naves que se ocultam nas nuvens e aterram nas montanhas mais altas da Madeira. Os tripulantes têm aspecto terrestre, confundindo-se com os milhares de turistas que visitam a ilha.
– Ao longo de vários anos tenho fotografado nuvens de aspecto estranho que sugerem naves espaciais.
– Leitura fascinante do livro Deuses do Novo Milénio, de Allan Alford, que revê todas as teorias de Zacharia Sitchin e dá novas abordagens para a presenças de seres humanos evoluídos na antiguidade.
– Recentemente o meu filho tem-me contado sonhos em que viajou com extraterrestres até à Lua.

Portanto, ao longo dos meus 36 anos de existência, tenho vivido situações pontuais que têm algo de ligação com fenómenos estranhos.
Já consultei a famosa Dulce Regina, sobre a problemática das reencarnações, vidas passadas e experiências extra-corporais.
No entanto as peças do meu puzzle ainda não estão todas no lugar, nem sei se algum dia estarão.
Mas felizmente, à medida que investigo, que adquiro novos conhecimentos e conheço pessoas que partilham as minhas vivências, tudo se vai tornando mais claro.

______________________________________
Relatos de fenómenos presenciados em 2005

Eugénio Santos
São Gonçalo
Funchal
Data: 9 de Janeiro de 2005, 19H45
Local: Funchal, São Gonçalo, Travessa do Ribeiro Seco de Cima, 5 Funchal
Testemunhas: Eugénio Santos, Osvaldo Lucas e Marco Gonçalves

Descrição: Pelas 19h45 detectei 3 pontos brilhantes no céu.
De imediato chamei a atenção do Marco e do Osvaldo e olhámos para 3 pontos brilhantes logo à direita da
constelação de Cassiopeia.
Estes pontos de luz eram mais brilhantes umas 3 vezes do que qualquer
estrela no céu, que naquela noite estava limpo.
À distância de um braço estendido com régua graduada, tinham cerca de 1 mm de diâmetro e 5 mm de afastamento entre si.
Quando detectado o fenómeno, manteve-se estático durante 10 segundos, emitindo luz branca, própria, fixa.
Decorridos os cerca de 10 segundos de imobilização o objecto mais á direita desligou a luz (semelhante ao desligar lento de um projector de halogéneo).
No instante em que desligava as luzes acelerou instantaneamente para o lado esquerdo (geograficamente Norte da ilha) desaparecendo no infinito.
Os dois pontos de luz restantes, repetiram o procedimento do primeiro.
A acção de aceleração instantânea e desaparecimento foi de 1 segundo de duração.
Estimativa de altitude: entre os 3000 e os 5000 metros.
O presenciar deste fenómeno, deixou a sensação de que alguma coisa estava lá em cima a observar cá para baixo, tendo-se posto em marcha logo que detectado.
Nome: Eugénio Santos
São Gonçalo
Funchal
Data: 20 de Julho de 2005, 21h55 e 22h00
Local: Complexo Balnear do Lido – Funchal
Testemunhas: Eugénio Santos, Sónia Dória, Iolanda Lucas e outros elementos que assistiam à conferência.

Descrição: Pelas 21H00 teve inicio uma conferência ao ar livre, sobre astronomia. O local
foi o antigo Fortim do Lido, no interior do complexo balnear, junto ao mar.
O conferêncista foi o Dr. Pedro Augusto da Universidade da Madeira.
A assistência estava virada para o mar (Sul), enquanto o conferencista estava virado para Norte.
Pelas 21H55, cerca de 5 km a sul dali e a 2000 metros de altitude, vinda de oeste, passa uma luz estável, circular• (à distância de um braço estendido com régua graduada, tinham cerca de 1 mm de diâmetro).
Este ponto de luz é visível 360 graus em redor, descrevendo trajectória linear horizontal, entre 1500 a 2000 km/h.
O fenómeno não emitiu qualquer espécie de ruído nem ondas de choque. Decorreu em silêncio.
Demorou cerca de 20 segundos a percorrer todo o horizonte visível (40 km de extensão).
22H00 – Outra luz, vinda também de oeste, semelhante à anterior em características, velocidade e trajectória linear horizontal Oeste – Este.
A diferença foi que a segunda luz seguiu uma trajectória paralela com a primeira, mas passando sobre a vertical do Complexo Balnear do Lido.
Esta segunda luz, mostrava-se maior (2 mm de diâmetro) devido à maior proximidade da sua passagem.

Em anexo envio duas fotos de 1999.

A primeira mostra uma grande nuvem isolada que apareceu frente ao Funchal no dia 4 de Setembro de 1999. A segunda imagem, manipulada digitalmente por mim, mostra a MINHA visão do que poderia estar lá dentro.

Eugénio Santos