Buracos Negros

O êxito do lançamento será confirmado dentro de três dias quando o satélite entrar em uma órbita a 570 quilômetros de altura sobre a Terra.

Está previsto que o satélite, que pesa 1,7 tonelada e conta com raios X comece a operar um mês depois, uma vez efetuados os ajustes técnicos, segundo a agência aeroespacial nipônica.

Em fevereiro de 2000, o primeiro lançamento fracassou depois que o foguete, então um M-4, não conseguiu alcançar a altura desejada.

A falha do lançamento provocou perdas astronômicas, já que só o satélite ASTRO-E tinha custado 11,6 bilhões de ienes (aproximadamente US$ 107 milhões).

Seu substituto, o ASTRO-E2, cujo lançamento foi adiado em 6 de julho por causa do mau tempo, deve compartilhar informação com outros satélites europeus e americanos do mesmo tipo para conseguir seus objetivos científicos.

Fonte: Folha de S.Paulo