Quantas civilizações existem?

Astrofísico: pode existir uma civilização por galáxia. Em um jantar com Paul Butler, pesquisador envolvido na busca por planetas fora do sistema solar, em sua última visita a Barcelona, ele me contou que havia brincado com algumas hipóteses para as incógnitas da equação de Drake – a fórmula para calcular o número de civilizações com as quais existiria a possibilidade de nos comunicarmos – e que havia atingido uma média de uma civilização por galáxia do porte da nossa. “Talvez estejamos sozinhos na Via Láctea.

Continuar a ler...

A Verdadeira América

Moro em Primavera, Estado de São Paulo, Brasil. Durante mais de vinte e cinco anos realizei pesquisas sobre os verdadeiros conhecimentos científicos das civilizações mesoamericanas. O resultado dessas investigações foi publicado em 2003 com o título “A Verdadeira América” René Haurón. Em comprovações científicas, demonstro que as atuais configurações sobre o calendário mesoamericano, Maia/Asteca, estão totalmente erradas e inconsistentes, dado que desde a descoberta do continente americano, foi definido como o mesmo estar composto por três sistemas de contagem. Um civil de 365 dias, outro religioso de 260 dias e o terceiro método aonde ambos se cruzam em 18.980 dias.

Continuar a ler...

Estrela Gorda

Astro fica a 20 mil anos-luz de distância da Terra e tem 114 vezes a massa do nosso Sol. Corpo celeste faz parte de sistema binário, girando em torno de outra estrela. Estrela gorda com 114 massas solares está localizada em aglomerado estelar marcado em amarelo.

Continuar a ler...

Nova espaçonave irá procurar planetas habitáveis

Astronomos já descobriram mais de 230 planetas circulando outros astros que não o nosso Sol, mas a maioria desses mundos provou ser gigantescas esferas gasosas semelhantes a Júpiter. Para aqueles dentre nós que vivem em um planeta diferente – uma pequena esfera rochosa rica em água na forma líquida -, é difícil imaginar como poderia ser a vida no escaldante Júpiter.

Continuar a ler...

Aquecimento: Marte sofre 4 vezes mais que a Terra

Aquecimento: Marte sofre 4 vezes mais que a Terra.
Aquecimento: Marte sofre 4 vezes mais que a Terra Num ritmo quatro vezes superior do que o da Terra, a mudança climática também poderá afetar Marte devido à interação de dois fenômenos: a poeira levantada por ventos fortes e as mudanças na absorção dos raios solares refletidos na superfície do planeta. A informação faz parte de um novo estudo que será publicado na edição desta quinta-feira da revista científica britânica Nature.

Continuar a ler...

Nova pista para vida em Marte

Cientistas encontram nova pista para vida em Marte Um vasto oceano de gelo coberto com poeira é o local mais provável para a existência de vida em Marte, informou hoje o jornal britânico Times. Em um estudo publicado na Geophysical Research Letters, a equipe do pesquisador Lewis Dartnell, da Universidade de Londres, analisou as imagens enviadas pela Mars Express, sonda da Agência Espacial Européia.

Continuar a ler...

Busca por vida extraterrestre

Busca por vida extraterrestre volta-se a TV e sinais de rádio
WASHINGTON (Reuters) – Há vida inteligente em outros planetas? Se houver, o que os alienígenas assistem na TV? .Astrônomos planejam procurar em 1.000 estrelas próximas por transmissões de televisão e outros sinais que poderiam indicar vida extraterrestre, disse o Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian nesta segunda-feira.

Continuar a ler...

Não estamos sós

Quando pequena, a astrofísica britânica Monica Grady, da Open University, olhava para o céu e para a Terra com a mesma paixão. Crescida, uniu os dois extremos na astrobiologia, campo da ciência que estuda a possibilidade de existir vida fora deste planeta. Se antigamente era papo de maluco, hoje milhões de dólares são investidos para responder à pergunta se estamos sozinhos no universo. “Seria um milagre sermos a única civilização existente.”

Continuar a ler...