Cinco objetos cancelam vôo de Boeing

Já próximo à cabeceira da pista designada para a decolagem, o Comandante subitamente interrompe o procedimento de táxi. Requisita então minha presença na cabine de comando ao que atendi prontamente, pensando poder tratar-se de alguma situação de emergência.

Mostrou-me, apontando para o pára-brisa, cinco pequenos objetos luminosos junto à linha do horizonte devendo estar distantes, aproximadamente, 5.000 metros de nossa posição, e cerca de 0,02 cm acima da copa das árvores.

Neste momento a torre de controle fez contato via rádio.

– Cruzeiro, vôo 109, está observando tráfego na posição 9 horas?

– Positivo, controle, (afirmou o Comandante, prosseguindo:) – Para sua informação Controle, estamos observando cinco pontos luminosos.

– Confirme Cruzeiro 109. Quantos pontos observa?

– OK Controle… Cinco!

– Positivo Cruzeiro 109. Descreva o que está vendo.

– OK Controle. Aparentemente ultrapassam uns aos outros sem abandonar a vertical…

– Confirme (interrompe o Controle)

– OK Controle. (pausa)… Os pontos luminosos permanecem na mesma vertical. Não existe deslocamento horizontal. Copiou Controle?

– (Sem resposta, o Comandante pergunta:) – Torre de Macapá, aqui Cruzeiro 109. Está na escuta?

– (Ainda sem resposta) – Torre de Macapá, aqui Cruzeiro 109, confirme, está ouvindo?

– Cruzeiro 109, aqui Torre de Macapá, estamos na escuta. Aguarde instruções.

– (Após alguns instantes:)

– Cruzeiro 109 retorne ao pátio de estacionamento. Entendido?

– Positivo Controle, retornando.

– (Minutos depois:) – Torre, Cruzeiro 109 no pátio.

– OK Cruzeiro 109, corte os reatores

– Positivo Torre, cortando reatores.

– Cruzeiro 109 mantenha a escuta. Decolagem cancelada. Aguarde instruções

– Positivo Controle. Mantendo escuta.

Recebi então ordem do Comandante para abrir a porta dianteira e baixar e escada. Alguns passageiros manifestaram o desejo de não mais prosseguir viagem, pois pelo que percebi em seus comentários, todos puderam ver os pontos luminosos no céu. Funcionários encarregados da carga, limpeza e manutenção que se encontravam no pátio, confirmaram igualmente o avistamento que durou cerca de 20 minutos.

Fui chamado pelo Comandante até a torre de controle, mas lá chegando apenas a entrada do Comandante foi autorizada, permanecendo eu do lado de fora. Este ao sair disse que apenas assinou o livro de ocorrências. Uma aeronave da Vasp que iniciava procedimento de descida para pouso foi orientada a retornar a Belém.