Crânio desconhecido encontrado em Quixadá

Quixadá (Sucursal) — Há 15 dias, o estudante Roberto Shuster, encontrou na periferia da cidade, numa área deserta, o que os ufólogos quixadaenses consideram uma possibilidade de ser um crânio extraterrestre. Apesar da descoberta, eles preferem manter cautela até que especialistas definam a origem do crânio encontrado.

O ufólogo Robisson Alencar, considerado o quixadaense mais aficionado no assunto, garante que a prova material encontrada é “misteriosa”, não pertencendo a nenhum animal da região. Ele afirma que sua equipe já realizou pesquisas na internet e consultou outros ufólogos, mas ninguém arrisca definir a origem da ossada craniana. Professores universitários das área de Biologia e Zootecnia, que preferiram não se identificar, também preferem não arriscar nenhuma definição. Todos consideram “estranha” a caveira.

Contrariando parte de sua equipe, interessada em Objetos Voadores Não Identificados (Ovnis), Robisson decidiu exibir a peça na Feira de Negócios da Região Central (Fenerce), realizada no último fim de semana na Praça da Cultura, Centro de Quixadá.

O crânio atraiu muitos curiosos ao stand dos Ovnis. Mesmo assim, boa parte dos admiradores do assunto achou precipitada a apresentação “do mais recente objeto de estudo ET”. Eles temem que o sensacionalismo na mídia local possa prejudicar a credibilidade dos estudos.

Robisson e outros ufólogos quixadaenses pretendem apresentar o crânio desconhecido a biólogos e zoólogos da Faculdade Católica Rainha do Sertão (FCRS), para que examinem a peça e definam se trata-se de parte da ossada de algum espécime terrestre ou não.
Fonte
Diário do Nordeste (brasil) de 15/10/05 e a lista da UFO.br.