Estranhos flashes nos céus de Portugal

Numa tentativa de poder efectuar uma recolha destes flashes o que não seria nada fácil nem existir forma de poder efectuar uma recolha destes, visto serem imprevistos e terem uma pequena duração de fracção de milésimo de segundo idêntico ao de um flashe de uma maquina fotográfica, mas em menor tempo.

Subitamente durante uma sessão fotográfica na esperança de poder efectuar uma recolha de imagens de sondas objectos voadores não identificados junto dos moinhos de energia eólica na zona industrial ligeira de Sines nº 2, onde estes objectos tem sido registados em algumas fotos, surge um desse flashes a Sul da minha posição.

Instantaneamente apontei a máquina fotográfica na direcção de tal flashe e tirei algumas fotografias. Curiosamente foi que ao chegar a casa e passar as fotos para o computador e analisar as fotografias, com um zoom elevado e pude constatar que está lá qualquer coisa!

Poderíamos analisar e reflectir como sendo um satélite ou outro objecto conhecido!
Mas no caso de se tratar de um suposto avião este seria visível!
Visível porque todos os outros embora a grande altitude seriam visíveis especialmente quando a altitude é elevada este deixam um rasto de fumo de condensação atmosférica da deslocação de ar frio com o aquecimento das turbinas e libertação de oxigénio na atmosfera fria.

Com o passar do tempo dias e meses continuei a efectuar mais fotografias que das quais não são fáceis de obter visto estas nem sempre surgirem com muita frequência ou como gostaríamos.
Quantas vezes não vamos na rua, automóvel ou simplesmente a passear e de repente parece que observamos estes flashes?

Muitas das vezes ignoramos como sendo uma ilusão de otica ou uma ligeira impressão de um avião se cruzar e reflectir os raios solares o que é perfeitamente normal.
Mas desta vez com a forte curiosidade e desconfiança e após a primeira fotografia a situação se alterou substancialmente!

Desta feita tinha fortes crenças de que alguma coisa se passava nos céus de Sines e de Portugal.
Não tendo qualquer resposta para o fenômeno as buscas continuaram.
Mais fotos foram recolhidas embora com alguma dificuldade mas a verdade é que surgem em maioria das fotografias estranhos objectos desconhecidos!

Se realmente se tratasse de um satélite este não seria visível na fotografia derivada á forte distância e á capacidade da captação digital por parte da máquina fotográfica.
Mesmo utilizando os binóculos estes objectos misteriosos não são observados nem fáceis de se encontrarem denominadamente por não sabermos a sua posição correcta.

Foi colocada a hipótese de que as maquinas captam alguma coisa que não nos é visível a não ser o seu reflexo em posição paralela com o sol relativamente á nossa posição!
Esta seria uma forte crença, mas não seria muito relativa!
Se não é visível ou produz uma espécie de camuflagem então não deveria produzir qualquer efeito de flashe sempre que se cruza com o sol!

Neste sentido emitiria em todo o momento inúmeros flashes nas mais variadas posições de sua deslocação.
A verdade é que em 10/ de Abril /2005 e 12 e 13 de Janeiro de 2006 seriam registados objectos voadores não identificáveis sobre a cidade de Sines sobre a vasta escuridão podendo – se observar os flashes emitidos por estes.
Desta forma se poderia conjugar serem estes os responsáveis destas anomalias!

Mas não passaria de uma remota hipótese ou teoria.
A verdade é que alguma coisa continua a circular a nossa atmosfera, e espásso aéreo com a maior das normalidades.
Não existem certezas mas sim especulações.
Com esta forte curiosidade contactei alguns amigos investigadores no âmbito da sua opinião para esta situação invulgar na esperança de uma explicação por parte deles.
Obtive algumas respostas especialmente em que me eram enviadas imagens recolhidas de satélites de estranhos objectos que ao entrar na nossa atmosfera terrestre emitiriam uma estranha luz como o nosso vaivém efectua no seu regresso à Terra, na saída do espásso para a nossa atmosfera.

Mas não seriam estas imagens que me iriam fazer ficar parado no âmbito de ter recolhido qualquer resposta!
Na minha opinião não seriam mais que imagens, embora estas com sua entrada na nossa atmosfera pudessem realmente provocar este tipo de flashe, mas não o suficiente!
Em conversas anteriores com algumas pessoas amigas e de comentar estes flashes, algumas afirmam já ter observado em muitas circunstâncias estes fenómenos mas não ligando muito a esta situação que não deixava se ser curiosa!

“Apenas quando me desloco na rua reparo que surgem alguns flashes, mas quando olho não encontro nada acabando por ficar na ignorância de ser impressão minha sobre estes fenómenos”.
Outros afirmam terem a impressão de observar mas que não seria nada mais que um efeito de otica.

Após algumas filtragens destas fotografias a hipótese de ser uma ilusão ou um insecto seria posta de parte, visto estes fenómenos se poderem efectuar que se deslocam a uma distância muito elevada.
Numa tentativa de capturar mais imagens os resultados têm sido bastante positivos!
A minha duvida e curiosidade sobre estes se mantêm e com uma forte especulação.

Esta cidade sempre teve um grande movimento de circulação de energia electromagnética, mas com esta descoberta o que poderia ser?
Após algumas investigações sobre a hipótese de se tratar de uma sonda satélite, fiquei a saber que mesmo á luz do dia estes podem ser observados durante o seu cruzamento de reflexo solar para com a nossa posição.
Mas só o reflexo é visível e não a sua estrutura!

Então alguma coisa aqui não batia certo!
Mesmo com uns binóculos de longo alcance este não seria possível ser observado, muito menos com uma simples máquina fotográfica!
Então o que seria realmente este fenômeno?
Este não produz qualquer ruído embora que os aviões mesmo a grandes altitudes também o não produzam em certas circunstâncias.

A hipótese de se tratar das ditas sondas que têm sido capturadas nas inúmeras fotografias estas apresenta uma coloração escura enquanto que os ditos fenómenos que emitem os tais estranhos flashes tem uma coloração inversa “branca”.
Também foi colocada a hipótese de se tratar de aviões Militares a grande altitude o que seria a resposta mais plausível!

Mas nunca devemo-nos subjugar com as respostas mais fáceis embora não seja fácil lidar com o desconhecido.
As investigações continuam mas sem qualquer resultado aparente de sua explicação e raciocínio para as suas aparições somente as fotografias o poderão comprovar.
A única coisa que se pede aos leitores é que se tiverem uma maquina fotográfica á mão e sempre que surjam estes ditos flashes não hesitem em apontar a câmara e recolher algumas imagens para analise.

Este pode ser um fenômeno explicável, visto algumas consultas através da Internet existem investigadores que alegam existir formas de vida na estratosfera, da qual nós desconhecemos!
Como as ditas células ofuscantes capturadas por imagens da NASA e lançadas numa compilação (Evidence For NASA) em que surgem estes estranhos objectos desconhecidos com o formato de uma célula branca.
Não sou muito desta opinião mas qualquer das formas teremos que manter uma mente e espírito aberto para estas situações do desconhecido.

Após uma breve pausa e na tentativa de tentar compreender este fenômeno substancialmente me recordei de um caso que é muito conhecido nos Estados Unidos como as varetas voadoras!
Mas também nesta tentativa as buscas foram insuficientes.
Segundos os investigadores deste fenômeno designadamente de” ROADS” estes são tratados como seres vivos da qual subjugam serem naturais e desconhecidos para maioria das pessoas.
Numa das matérias divulgadas por Internet estes podem ser observados a olho nu por uma fracção de segundo.

Mas na especial circunstancia de ser por meros escassos milésimos de segundo e este ter que estar por perto da pessoa e em especial quando a luz do dia começa e escassear!
Esta situação foi posta de parte visto estes fenómenos de flashes se estarem a desenrolarem a uma altitude muito elevada, impossível de se tratar de ROADS!
Muito menos quando estes se deslocam a uma velocidade vertiginosa, o que quando colocássemos a maquina fotográfica em posição, estes já não estariam mais no local.

Também foi colocada a hipótese de se tratar de ORBS que muito surgem na Argentina, México e estados Unidos, mas este se parecem manifestar com maior intensidade durante a noite.
Após uma breve explicação por e – Mail, fui informado que estes não produzem qualquer flash ou reflexo.

Mais uma vez esta estaria fora do contexto deste fenômeno.
A única forma é de se continuar a recolher imagens destes para colocação dos muitos leitores no âmbito de mais recolha de informação e imagens por parte de outrem.
Será que estamos diante de mais um fenômeno desconhecido?
Será que pode ser explicável como sendo de obra humana?

Esta é a incerteza para qual ainda não foram encontradas respostas, plausíveis e concretas do fenômeno embora as infrutuosas buscas não nos desenrolam qualquer resposta, concreta.
Mas isso não quer dizer que fiquemos parados na esperança que alguém nos venha com respectivas respostas ou especulações e acreditemos á primeira sobre a resposta do fenômeno.
Possivelmente já muitas outras pessoas teriam reparado nesta situação mas nunca a mencionara sabe – se lá porquê!

Agora que os dados foram lançados seria bom recolhe a opinião de cada leitor ou investigador sobre esta situação.
Estes factos não deixam de ser curiosos.
Seguidamente colocarei algumas fotografias das quais poderão recolher e aumentar o zoom para melhor observar estes estranhos objectos.

Estas fotos só foram tiradas quando se pode constatar o dito flashe, mais informo que foram tiradas um pouco á sorte sem saber a sua posição concreta.
Para a captura de uma só fotografia foi necessário tirar umas cinco a seis fotos.

Muitas outras foram tiradas e danificadas após colocação no Paint para identificação destas nas imagens de modo a facilitar estas nas imagens apresentadas.
A única coisa que se pede é se alguém tiver conhecimento destes flashes ou se tiver deparado com uma situação destas que nos contacte no âmbito de recolher mais informações na respectiva tentativa de se saber se é um fenômeno local ou mesmo Geral.

Uma das respostas obtidas por alguns amigos seria que estes flashes não seriam mais que um reflexo dos painéis solares dos satélites, que mesmo depois de se apontar a câmara fotográfica seria possível captar o seu reflexo em outra área paralela á nossa justa posta posição!
Não deixaria de ser uma boa opinião embora a lógica tenha coincidência!
Mas não seria bem este o caso!

A intriga continua e foi efectuada uma experiência com um espelho a longa distancia no âmbito de provocarmos o mesmo fenômeno de modo artesanal para verificarmos se realmente a tese dos painéis solares teria lógica ou não!
Depois de efectuarmos a experiência a verdade é que embora o reflexo a longa distancia aumenta se espalhando em demasiado e perdendo alguma força de seu reflexo.

Mesmo que este reflexo depois de desviado a máquina fotográfica não o capta, não podendo se afirmar que poderiam ser os painéis solares!
Para além disso as imagens ficarem na totalidade com uma péssima imagem de desfocagem.
Uma outra curiosidade, que me fez de alguma forma por de parte os satélites foi que durante a noite a observar estes durante o seu reflexo para os painéis solares, projectados para a Terra, este reflexo tem por norma, uma duração duradoura podendo se observar a sua trajectória em linha recta.

Se fosse este o caso estes flashes teriam que ter uma duração mais prolongadas mesmo durante a luz do dia, o que não é o caso!
Desta feita continuamos com o enigma de tentar compreender de que objecto se trata, para produzir estes efeitos atmosféricos de flashes.

Outros alegam realmente que poderia ser um Ovni a grande altitude, visto estes não quererem se manifestar, que ao se colocarem em determinada posição com o sol poderiam emitir o reflexo solar.
Esta até ao momento poderia ser a questão com mais lógica e com maior números de pontos por parte das opiniões recolhidas.
Mas a continuação de buscas para esta nova situação continua imparável!

Após uma busca incansável na Internet de reposta de estranhos flashes no céu encontrei algumas respostas mas que não são nada mais que a referida acima sobre a forte hipótese de se tratar na realidade de Ovnis durante a sua rota de deslocação.
Estes flashes para muitos não são mais que simplesmente aviões ou mesmo satélites!

Mas não me recordando realmente o dia certo embora me recorde que foi durante o verão de 2005 em que estes flashes seriam observados na praia de São Torpes em Sines com muita frequência.
Recordo – me também da especulação das pessoas que julgaram se tratar de algum químico na água do mar que de alguma forma poderia ter afectado os olhos dos banhistas.

Estes diziam parecer ver luzes na atmosfera nomeadamente os flashes aqui mencionados.
A hipótese de se tratar de um químico não estava posta de parte visto ali existir uma central hidroeléctrica que efectua descargas de água no mar que tem como objectivo efectuar o arrefecimento das turbinas desta.

Mas também o facto de salientar que existem também pessoas que apenas apanharam um banho de sol, não entrando na água do mar e que efectivamente se recordam de observar também tais flashes.
Um dos factos curiosos é do forte esforço que tenho efectuado ao longo destes Meses e que só agora exponho para divulgação da comunidade.

As muitas perguntas as familiares e amigos e até mesmo a pessoas desconhecidas ou conhecidas na expectativa de obter algumas respostas bastantes positivas de que maioria digamos umas 75% alegarem convictamente de que sim teria já observado estes estranhos fenómenos e se interrogando a elas mesmas, que iriam jurar ter observado um estranho flash.

Também sou interrogado de seguida por estas de que se trata este fenômeno?
Após efectuar esta questão ás pessoas.
Na verdade é isso mesmo que estou a tentar compreender visto estar na mesma posição perante este que parece ser um novo fenômeno.

Outras alegam que em determinadas situações julgaram ser algum “pessoa” curioso a tirar fotografias a longa distancia que mesmo não os podendo observar derivada da sua distancia mas que poderia ser observado o flash da câmara fotográfica desta!
Uma questão um pouco caricata mas de facto poderia ter alguma lógica para alguns flashes!

Mas só o que não deixa de ser mais curioso é a utilização de flash durante a forte luz do dia em pleno verão!
As máquinas fotográficas não necessitam de ligação flash durante o verão visto que o diafragma captará a muita luz solar que é emitida nesta época do ano.
Mas estes teriam que ser bem perto ou junto ao solo. Visto que os que nos chamam a atenção são de facto os que observamos bem no alto da nossa atmosfera.

Um verdadeiro mistério, para qual vamos aguardando mais comentários por parte das pessoas e investigadores no âmbito de podermos recolher mais informação ou opiniões por parte de todos na tentativa de aumentarmos esta tese de investigação e compreensão deste mistério.
A única forma de meio como prova deste enigma sem dúvidas que são as fotografias.
Mas também se poderia colocar a forte teoria de em dado momento da emissão deste flashes algum estranho objecto se colocar na determinada posição deste e ficar retido na imagem fotográfica!

Mas não seria coincidência a mais?
A verdade é que estamos em frente de mais um mistério e sem respostas plausíveis.
Será mesmo um Ovni?
A dúvida fica na mente de todos!
Uma questão para todos; já observaram alguma vez estes estranhos flashes?
Se sim agora tirem as vossas conclusões, de que não são os únicos a observar estas anomalias, das quais julgamos em determinadas situações se tratar de uma ilusão de otica.
As fotografias comprovam este fenômeno, embora as investigações continuem no âmbito de uma explicação mais racional e plausível.

Na busca e tentativa de compreensão deste fenômeno efectuei uma busca em revistas antigas como a MÀS ÀLLA e Revista UFO na esperança de encontrar alguma resposta ou artigo referente ao mesmo!
Desta forma deduzi que com tanta busca efectuada pela Internet sendo o maior meio de informação e comunicação, e revistas ligadas ao tema, este poderia ser um novo fenômeno ou até mesmo uma nova descoberta.

De tal forma como foi o fantástico caso das luzes energéticas captadas em 1986 Tenerife “Punta del Hidalgo”.

Inicialmente se subjugava que estas fotografias tiradas pelo Sr. Diosdado Rivera, fotógrafo profissional, seriam apenas erros provocados pela sua máquina fotográfica, sendo então só a comunidade se interessar por este novo fenômeno já no início de 1990.
Lembro então que a Revista na época MÀS ÀLLA se prestou a colaborar e analisar este fenômeno iniciando então uma matéria em Abril de 1992.

Nesta situação foi necessário uma revista cientifica esotérica da ciência intervir para que todas as pessoas se inclinassem de tal forma a investigar estas mesmas luzes de forma que as denominaram como sendo plasmáticas, onde podem ser observadas com grande frequência e curiosamente em algumas situações o fenômeno ovni se fazia sentir em determinados momentos enquanto tentavam capturar mais fotografias com tais fenómenos.
Estes fenómenos seriam registados com maior frequência num determinado local de nome de (Barranco de Badajoz).

O que este caso dos flashes me surpreende é que poderá efectivamente ser mais um destes casos para qual poderíamos julgar que seria uma ligeira impressão da pessoa parecer ver algum tipo de flashe atmosférico e por curiosidade durante o captura fotográfica ter ocorrido um erro digital da câmara fotográfica.
Desta forma não estaríamos a efectuar qualquer tipo de pesquisa caindo na simples ignorância.
O que pretendo aqui citar é que esta questão deverá ser levada a sério com uma investigação mais aprofundada.

As imagens das fotografias não são erros de imagem nem muito menos pássaros, insectos ou qualquer tipo de avião ou mesmo anomalia!
Podemos estar perante um novo fenômeno desconhecido ou quiçá até nosso conhecido, não ponde esta hipótese de parte!
Vamos analisar cada fotografia recolhida e continuar na expectativa de tentar capturar mais destas no momento destes estranhos flashes.

Comentários recebidos via e-mail

Investigador e consultor da Revista UFO Francisco Baqueiro Brasil – Eu já acompanhei esse fenômeno mesmo aqui no Nordeste do Brasil.
Um amigo meu que é ufologo na Rússia também observou isso por lá!
Noz chegamos á conclusão que é uma espécie de portal, costuma acontecer em locais onde muitos objectos irão aparecer.
Recentemente acompanhei isso em “Valença” uma cidade do interior da Bahia onde surgiram do nada até mesmo naves tipo charuto.

Além dos flashes podemos acompanhar luzes esverdeadas no céu.

Sílvio Guerrinha Portugal – Investigador colaborador APO Moderador “Realidade Oculta” conclui a forte possibilidade de se tratar de um tipo de energia atmosférica.
Mas não deixa de salientar este ser um forte mistério e por já ter captado também estes flashes, entre outras anomalias nas suas fotografias.

Felipe Matias Portugal Setúbal – Em resposta a esta matéria eu não podia ficar indiferente.
Sim já observei centenas de vezes este fenômeno e já me questionei inúmeras vezes o que poderia ser este fenômeno!
Embora não seja fácil a sua explicação ou compreensão julguei sistematicamente se tratar de alguma forma, de satélites artificiais com os seus painéis solares.

Mas após algumas buscas de informação nada encontrava sobre este tema.
Então resolvi enviar um e-mail para a NASA.GOV se era possível ver os reflexos dos painéis solares durante o dia?
A resposta que obtive é que estes só são visíveis durante a noite.
Durante o dia é praticamente impossível visto que os painéis solares não funcionam com a mesma capacidade de espelhos.
Nas imagens (fotografias), dá para ver nitidamente que se encontra lá alguma coisa, a questão é que não se sabe exatamente o que será este fenômeno, ou o que provoca estes reflexos.

A ideia de apontar a câmara fotográfica na direcção destes flashe foi uma ideia genial onde dá para ver que os flashes não são de alguma forma impressão ou erro de otica.
A minha conclusão desta matéria é sem dúvida de que pode ser um ufo que ao se cruzar em determinada posição com o sol este emite o seu reflexo.

Roberto Angeledo Espanha Coria – Já tinha efectuado várias observações sobre este tema e também já tinha recolhido algumas fotografias, também desta mesma forma.
Derivado a não ter uma explicação racional peguei em toda a minha matéria e a enviei para a Revista MÁS ALLÀ da qual não obtive qualquer resposta até ao momento.
Não sei o que será nem irei dar opinião de quer que seja este fenômeno, mas foi bom, alguém ter reparado nesta anomalia e ter recolhido as imagens como prova deste facto real.

Edjani – Já estava a ficar um bocado preocupado julgando ser só eu a ver estas coisas no céu.
Espero então que no final desta investigação caso se chegue a uma conclusão me enviem todos os dados.
Entretanto se descobrir alguma coisa enviarei de imediato para ajudar nesta investigação.
Só gostaria de acrescentar, que não são satélites, nem reflexos de satélites, nem nada parecido.
Eles já aconteceram a pelo menos, 2 ou 3 metros acima de mim!!
Satélites???!!!
Grandes e pequenos, com ou sem cauda.
Não tenho explicação.
Meu irmão e minha filha também já presenciaram o fenômeno.
Quem sabe, se não aparece mais alguém que tbém já viu, assim podemos ir juntando fatos e vendo se tem ligação.

Edjani Zanardi – Olá, li a sua mensagem postada na lista sobre os flashs que são observados de dia em Portugal.
É a 1ª vez que falo sobre isto, mas aqui onde estou, os vejo com frequência, só com uma diferença, é a noite.
Sou curiosa e estudiosa do assunto “UFO”, leio tudo o que posso à respeito.
Ainda não encontrei nada explicando o que seria isto.
O que vc escreveu, é o que mais se parece com o que é observado aqui.
Os detalhes são iguais!!
Ainda não encontrei nada que se parecesse tanto! Inclusive a condensação atmosférica, que demorei um tempo pra entender o que seria aquilo, que se parecia com filetes de fumaça!
Por isso tenho a convicção de que é o mesmo fenômeno!
Gostaria de saber mais à respeito.
Se vc obteve alguma explicação e pudesse me explicar tbém.
Grata,

Trindade Nogueira – Impressionante este tema!
Depois de ver esta matéria publicada nas mais variadas listas não tive qualquer duvida que eu também estava a observar este fenômeno á já muitos anos!
Durante muito tempo julguei como possivelmente, muitos outros que seria apenas uma ligeira impressão visual que nos parecia ver o que não existia.
Mas os fatos são incontestáveis e inegáveis depois de se ter recolhido as fotografias.
Na minha opinião satélite tá fora de questão!
Já estudo o fenômeno ufo á mais de 20 anos e Astronomia, e garanto que satélite emite reflexo mas nada parecido com estes flashes!
Desta forma não sei o que poderá ser, mas existem fortes possibilidades, de se tratar de um ufo a alta altitude e que emita o reflexo solar embutido neste.
Parabéns á iniciativa de investigação.

Nuno Alves – APO Sines