Luzes anormais no Tejo – correio dos leitores

Viajavam com uma velocidade igual à das muitas gaivotas que também ali andam.

 

Perderam-se no céu muito antes de chegarem ao Seixal entre uma grande nuvem, pude ver como esse brilho ia ficando mais ténue à medida que se adentravam nesta.

Esta última que vi viajava  à retaguarda do  “bando” e não alcançou nunca a nuvem mantendo-se na periferia desta.

 

Reparei que no local onde estava, mais pessoas  as viram (cerca de 8).

 

Aguardo uma resposta da vossa parte, pois tenho muita curiosidade em saber se mais alguém vos reportou o sucedido, ou até, se dado o vosso entusiasmo por este tipo de fenómenos (que deriva sem dúvida numa maior busca de informação) possam ter alguma explicação para o sucedido.

Pedro Rodrigues

 

Nota:
Responder a esta questão é muito dificil, no entanto pode ser que alguns dos nossos leitores tenham estado nesse dia em Lisboa ou nalgum local da margem sul e que possam ter presenciado tal fenómeno.


Quando o Pedro diz que viajavam em formação, então poderemos desde já excluir algum tipo de balão led.
Pela sua descrição será que poderíamos estar na presença de alguma inteligência ET ?.

Atenção que o lançamento de balões led, está abrangido, normas do Instituto Nacional da Aviação Civil IP, que na circular de informação aeronáutica 29/13 de 12 agosto de 2013, qualifica os locais que podem ser utilizados para lançamentos de balões led.

Luís Aparício