Luzes em triângulo no dia 1 janeiro 2016

Este fenómeno durou algum tempo (tanto para estavam calmamente a apreciá-lo). Chegadas a certo ponto no céu, as luzes iam desaparecendo por detrás de nuvens escuras. Para o fim, começaram a aparecer apenas uma luz seguida de outra e outra, que seguiam as outras formações e também desapareceram.

Ana Brüning continua o seu relato; O fenómeno pareceu-nos algo insólito, dado que não se avistavam aviões, qualquer fogo de artifício vindo daquele lado (visto da varanda vinham do lado esquerdo deslocando-se em direção a Loures (lamentavelmente não lhes sei indicar os pontos cardeais…) .

Não se ouvia qualquer som, as luzes não rebentavam como o fogo de artifício por ex., e deslocavam-se a grande altitude, em velocidade moderada, constante.

Luzes em triângulo

A dado momento (ao todo o fenómeno pode ter bem durado 10-15 minutos) as luzes tinham desaparecido todas, quando olhei para o lado direito e vejo uma formação perfeita das luzes num triângulo (parecendo-me a altura mais baixa do que anteriormente), que se desfez por duas vezes e se voltaram a juntar de novo em triângulo. Por fim desapareceram também por detrás de nuvens escuras.

Não querendo especular sobre qualquer fenómeno ligado a OVNIS, nós ainda nos perguntámos se poderia tratar-se de balões largados, mas dado o rigor com que se alinhavam durante tanto tempo, duvidámos. Aviões não eram decerto. E fogo de artifício também não, porque as luzes nunca explodiam.

As luzes mantinham-se sempre constantes, nunca mudando de tamanho ou de cor. A distância entre as formações era sempre constante. O tamanho das luzes (que tinham luz própria) era constante. Não querendo perder o avistamento nem nos lembrámos de tirar eventualmente algumas fotos.

A minha pergunta e curiosidade era saber se eventualmente alguém avistou também este fenómeno e se na vossa Associação por acaso têm conhecimento de outro relato semelhante ou se têm explicação para tal. Eu já procurei por estes dias na Net algumas vezes por qualquer notícia sobre o caso, mas não vi nada referido.

Grata pela vossa atenção e aguardando uma resposta,      Ana Brüning

Nota:

Começando a ler logo de imediato poderíamos estar frente a uma questão ilegal do lançamento de balões led, mas a Ana diz que houve uma segunda fase onde apareceu uma formação de luzes em forma de triângulo que desfez e logo a seguir voltou à forma triangular. Se fossem balões não seguiam sempre em “formação” tão certa, desaparecerem todos no mesmo sítio.

Fica a dúvida e esperamos que mais alguém nos relate o que viu na passagem do ano no Lumiar em Lisboa.

Luís Aparício