Mais ovnis triangulares em Lisboa

O primeiro contacto com essa massa de luz deu-se durante cerca de 5 minutos, quando ainda ia de taxi, mas ficou tão surpreendido que nem chegou a avisar o motorista do taxi.
A fase da imobilização, durou cerca de um minuto, deu-se quando ainda vinha de taxi. Quando lhe pedimos para dizer o comprimento do objecto afirmou que colocando uma régua à distância dum braço extendido, teria cerca de 5 cm e estaria entre 100 e 250 metros de altitude.
Quando desceudo taxi, fotografou-o com o telemovel Sangen, e continuou ainda ter contacto visual e foi aí que telefonou a uma senhora amiga de nome Luisa Guerreiro, a contar-lhe tudo o que estava a ver.

Nos três vertices do objecto havia três luzes vermelhas a piscar como se fosse as dos aviões normais. Inquirido se conhecia diversos tipos de aeronaves, quando lhe estavamos a fazer o inquérito, disse que estava a par de todos os tipos de aviões e aquele não ser do seu conhecimento.
Verifica-mos a foto tirada pelo Berto Silva, e estava tudo escuro. Um promenor interessante que por vezes perguntamos às testemunhas. Qual era a sensação que emitia daquele aparelho. O Berto Silva disse: Eu tinha a sensação que me era familiar aquela estrutura.
O seu desaparecimento, duma forma totalmente silenciosa, deu-se com a sua ida para Lisboa, tendo durado mais cinco minutos, depois de ter saído do taxi.

O trajecto do desaparecimento do objecto foi Norte/Sul. O desenho que nos fez está parecido com aquele que o Luis Marta fez, que se encontra abaixo. A testemunha, pareceu-nos sincera e respondeu a todas as perguntas que lhe fizemos para o preenchimento do nosso inquérito. Falamos com a pessoa que atendeu o Berto Silva ao telefone, confirmou-nos o telefonema e a maneira exaltado como recebia o seu relato.

Luis Aparício 2004/08/07