Morro de S. João em Cabo Frio – Brasil

A princípio gostaria de frisar que conheço Lafayette Cyríaco por quem tenho grande estima e admiração, já fizemos algumas “vigílias”juntos, minha admiração pelo mesmo se traduz pelo fato de Lafayette ser um estudioso profundo do assunto UFOLOGIA, a meu ver ele é o verdadeiro Ufólogo que estuda diversos temas (como eletrônica, química, meteorologia, hipnose, etc, etc, etc…), eu quando analiso meu amigo, chego á conclusão que não passo de um simples Ufófilo, quando muito aquela espécie de Ufólogo de campo.

Porém nestas pesquisas tive oportunidade de ver e observar fenômenos que muita gente “famosa” ficaria extasiada em compartilhar, fenômenos como o aqui em Macaé chamado “Mãe do Ouro”, que a meu ver tratam-se de sondas advindas de Ovnis próximos são um bom exemplo.

Anos atrás, devido ter observado dois objetos voando a baixa altitude em nos sa região,”virei”o lugar de pernas para o ar para localizar ao certo onde aqueles dois objetos estiveram ao certo. Descobri que o local exato é um lugar chamado sugestivamente de Vale Encantado.

Quando cheguei a este lugar muito bonito um pouco distante de Macaé, achei diversos círculos no pasto, como se algo circular ali tivesse pousado, Lafayette esteve comigo no local, onde registrou com uma de suas inúmeras máquinas fotográficas, examinou o terreno, inclusive com um medidor de radioatividade para verificar a presença de alguma forma de emanação.

Bem na realidade, poderia virar a noite aqui contando experiências vividas aqui e em outros locais onde estive, mas na realidade só me animei a escrever-lhes por ter lido aquela reportagem a respeito do “morro”, e só como uma canja, gostei de lhes narrar algo que to meu conhecimento dias atrás.

Ou seja a coisa de um mês mais ou menos, ouvi um relato de um colega de trabalho (ambos trabalhamos na Petrobrás) que me chamou em particular e disse que no dia 17 de Dezembro de 2005 (há pouco tempo) quando trafegava em uma estrada que leva a um lugar chamado Cantagalo, no kilômetro 3 desta estradinha, por volta das 22:00hs, a testemunha viu um objeto discóide, 30 metros de diâmetro aproximadamente, muitas luzes coloridas, uma luz cegante na parte superior, a uns dois metros do chão, com uma cortina de fumaça em sua base que não se dissipava.

O mesmo disse ainda que sentiu muito medo ao ver aquele estranho objeto naquele lugar ermo (o Lafayette conhece muito bem este lugar, já fizemos vigílias por lá!) e que como estava só, imprimiu maior velocidade em seu carro e se afastou rápido dali, dias depois voltou ao lugar de dia e viu que o capim estava calcinado naquele lugar e copas de árvores próximas também.

Ainda não pude ir ao lugar até por falta de tempo, nem pude ainda ter com meu amigo Lafayette, tenho certeza absoluta que quando souber deste relato, aquele lugar será esmiuçado por ele.

Por fim queria lhes dizer que se aquele morro em Barra de São João é uma base subterrânea ou não, só o tempo irá dizer, porém uma coisa é certa, os inúmeros relatos que pessoas tiveram de avistamentos nas circunvizinhanças daquele morro nos remetem a conclusão de que se sua base de apoio não for naquela montanha, certamente deve ser próxima.

Um abraço, Leite Alberto