Na rota do Prana

Uma novíssima descoberta está a por pontos de interrogação sobre toda a carga esóterica oriental, em sanskrito chama-se Prana, em em chinês chama-se Shi e em Japonês chama-se Ki.

As novas tecnologias poderão num futuro, a médio prazo fazer-nos ver coisas que os nossos olhos não conseguem e que só alguns entendidos com capacidade para terem estados alterados de consciência podem ver, quando afirmam que vêm chuvas de bolas sem estar a chover .

Em inglês chamam-lhe Orbs, de orbitas ou bolas voadoras, neste caso diferente das varetas voadoras, visto o seu comportamento não ser igual. As imagens que juntamos é o produto das novas cameras digitais, neste caso estas duas primeiras fotos foram feitas pela Sony Mavica FD 51, mas outras cameras tal como a Sony cybershoot DSC-F505V estão fazendo também fotos surpreendentes . Estas novas tecnologias poderão auxiliar-nos a ver um mundo bem perto de nós e que não vêmos.

Não nos podemos esquecer das muitas fotos tiradas ( em pelicula ) e que depois de reveladas mostravam seres junto da pessoa que estava a ser fotografada. Também em Portugal essa actuação já foi notada numa certa foto tirada na serra da estrela. Num outro caso nosso bem conhecido, a quando dum regressão hipnótica, alguns informações importantes apareceram borradas isto é não se conseguia perceber na audição posteriori.

Quem era esse alguém, que esteve ali ao nosso lado e borrou aquelas informações na fita magnética. É caso para perguntar, será que eles não andam no meio de nós e nós não os vemos?. Será que existe algo para além da nossa vista. Tecnologias como esta que está agora a aparecer, poderão num futuro fotografar a tão falada aura humana.

Até agora a Ovnilogia não tinha uma maneira pratica de trabalhar, agora já podemos fazer trabalhos praticos em casa. Quando digo em casa digo mesmo dentro de casa, existem já imagens tiradas por Webcams que mostram varetas voadoras a passar perante uma pessoa e as fotos que juntamos, uma delas foi feita dentro de casa. Por isso mãos à obra começem a trabalhar com diferentes aberturas e diferentes sensibilidades e se quiserem consultar mais basta fazerem num motor de busca Orbs ou em Photo Gallery Photographs of Orbs .