Novo circulo tridimensional

Ao longo dos tempos os desenhos que apareceram tinham uma forma plana. Com o novo desenho que apareceu em 7 de Julho abre-se um novo mundo com nuances de tridimensionalidade. Este desenho, para gáudio dos crentes é a obra de arte perfeita.

Apresenta uma zona central quase como se fosse uma roda dentada ou algo parecido, e a partir desse centro saem (estufam) cá para fora polígonos quadrados.
A mestria deste desenho está na parte final, no quadrado (na cabeça) desse polígono. Aí nesse quadrado aparecem quatro triângulos, cada um deles tem o trigo deitado paralelamente ao longo da base do triângulo, terminado no vértice.

Portanto cada um dos triângulos opostos apresenta uma cor igual. Poder-se-á inferir que existe um grau de curvatura diferente no trigo, para poder proporcionar o efeito tridimensional.

As fotos que o site Crop Circles Conector apresenta são uma beleza. Podemos ver fotos no chão onde aparece o trigo dobrado e aí é notório a impossibilidade de o homem ter feito aqueles desenhos. No caso do centro são deixadas cerca de 6 plantas.

Para os cépticos aquele é mais um círculo feito por Inglaterrenos.
Para os não cépticos as provas recolhidas no seu interior são um mistério que não podemos escamotear nem neligênciar.
Assim já foi medido o campo magnético no seu interior e foi detectada uma frequência de 7 Hz, podemos até relacionar esta frequência com as ondas alfa do nosso cérebro.
Este tipo de frequência tão baixa, é apanágio do fenómeno ovni, visto no ovnis detectados na aparição mariana de Baturité no Brasil, foi detectado uma frequência de 10 Hz.

Outras provas que não podemos descorar. Os caules são dobrados por efeito de algum tipo de ondas, de tal maneira que o trigo continua a crescer.

Se for colocado um recipiente com água no centro logo a seguir à elaboração do círculo, esse mesmo desenho fica representado na água.

A capacidade de dialogar à distância temporal é outra das mensagens que aparecem nos círculos.
Aparecem assim os círculos com mensagem que só se concretizam à posteriori como no caso do conhecido Missing Earth

Outro caso de resposta à distância aconteceu perto do rádio telescópio de Chilood com a resposta à emissão em 1974 do rádio telescópio de Arecibo situado em Puerto Rico.

A maior prova que se pode obter sobre a interferência inteligente dos fazedores de círculos, aparece no ano seguinte.

A revista Science & Vie publicou há poucos anos um artigo sobre os círculos no trigo e um dos desenhos apresentados tinha sido fotografado no ano seguinte aquele que o círculo tinha sido feito.

No ano seguinte o terreno tinha sido lavrado e foi semeado novo trigo, que apresentava um desenvolvimento vertical normal, só que a foto tirada de avião, mostrava por baixo desse trigo o desenho do ano anterior.

A foto não indicava as horas a que foi feita, mas em arqueologia é utilizado o método de fotografar um terreno, a partir de um avião, com os raios do sol rasantes, com o fim de se detectar construções antigas. Também este método é utilizado na análise dos quadros com a luz rasante.

Temos aqui a prova que os círculos deixam marcas para o ano seguinte, não são portanto obra de algum libertino, com um cilindro de ferro que calca o trigo, mas sim energias que interferem com o próprio magnetismo da terra, deixando as suas impressões durante mais de um ano.
Luís Aparício