Objecto triângular em Sassoeiros – Carcavelos

Estava a olhar para Nordeste e as luzes vieram na sua direcção, descrevendo uma curva por cima da sua casa, em direcção a Sul/Sudeste. A velocidade pareceu-lhe lenta para a altitude aparente do objecto e estranhou sobretudo o facto de o objecto não produzir qualquer tipo de ruído.

Lembra-se que se aproximou da janela com o intuito de fotografar a Lua Cheia e acabou por utilizar a sua máquina fotográfica Kodak DX7630 para captar o vídeo do objecto em questão.

Á distância de um braço estendido o objecto teria cerca de um cm de distância entre as luzes.
A sua velocidade era lenta, menos que um avião de carreira. A sua forma parecia ser triangular, devido à presença das luzes. O fenómeno possuía luz própria e cintilante.

Carla Francisco apercebeu-se que o objecto tinha uma certa rotação sobre si mesmo.
De início só notou duas luzes, mas depois notou a terceira luz, quando o objecto rodou sobre si mesmo. Todas as luzes eram brancas.
Quando inquirida se havia animais nas proximidades durante a observação, no intuito de saber se os mesmos tinham reagido à passagem deste objecto, afirma que da sua janela, vê do outro lado da estrada as instalações da Fonte Caspolina, um centro hípico, onde por vezes vejo gado bovino e cavalos. Por ser de noite, não deu pela presença de qualquer animal.

O seu desaparecimento processou-se à distância, quando deixou de conseguir segui-lo com a câmera. Estava Lua cheia e quando começou a deslocar-se por cima da zona do Oeiras Parque, onde a Lua estava a nascer, a luminosidade produzida pelo meio urbano ofuscou a sua visão do objecto.

O barulho que se ouve é resultante do tráfego na rua. O objecto que passou, não emitiu qualquer barulho.
A foto abaixo mostra a paisagem em frente à sua casa, durante o dia, no intuito de mostrar o percurso do objecto.