Ovni em Carrazedo

Eu sou do Barreiro, mas fui para Bragança nestas férias, e fiquei abismado com
os muitos relatos de pessoas que viram ao longo dos anos muitos acontecimentos
esquisitos naquelas zonas.

Pois bem, sou estudante de engenharia mecânica no Instituto Politécnico de Setúbal, tenho 24 anos. Desloquei-me a Bragança no intuito de participar no projecto de voluntariado do IPJ de protecção das florestas. Esse projecto de voluntariado era coordenado por uma associação sem fins lucrativos (a qual não gostaria de mencionar o nome sem o consentimento dos responsáveis).

Ajudei essa associação de livre e espontânea vontade na marcação de um percurso pedestre, com sinalética própria etc. A foto foi tirada no seguimento dessa marcação.
Carrazedo é uma aldeia muito pequena, onde o seu povo subsiste da agricultura• (gado e olivais e searas). A sua população é maioritariamente idosa e com poucos estudos.

Conheci em Bragança, uma senhora que tem aproximadamente 40 anos, que é licenciada, que me contou algumas histórias impressionantes de acontecimentos “extraterrestres”.

Num certo verão, não muito distante, ocorreram vários avistamentos na mesma semana, de várias dezenas de pessoas. Viam uma bola amarela muito luminosa a passar muito devagar sobre uma praça de Bragança chamada “eixo atlântico” (novas obras do programa Polis). Essa senhora contou-me que era muito séptica, mas uma lojista amiga, falou-lhe da história e disse-lhe para estar com atenção no dia seguinte lá para as 21h.

Ela diz que foi impressionante, nunca tinha visto nada assim. Contou-me mais 2/3 histórias, uma delas já muito antigas, e que me impressionou particularmente, já que ela não é aficionada dos ovnis e descreveu pormenores que são característicos de abduções…A história foi-lhe contada pela avó, já pode imaginar os anos que já passaram. Estava um pastor a guardar o seu rebanho num lameiro na companhia de mais 2 homens, entretanto esse pastor diz que vai á ribeira beber água ou lavar-se, já não me recordo bem, e já não voltou.

Os amigos foram á procura dele e já só encontraram o cajado e a “marmita” com o almoço/jantar num lameiro próximo. O senhor apareceu 1 ou 2 dias depois todo nú, com queimaduras em todo o corpo. Apareceu numa aldeia vizinha com barba de 5 dias, e não dizia coisa com coisa, só dizia que tinha visto o diabo! Enlouqueceu.

Para finalizar, essa senhora também me contou que uns amigos dela foram acampar para uma zona algures em Bragança, que não me recordo o nome, e não queriam acreditar no que viam, um ovni a flutuar a cerca de 200 metros deles!
Como estavam a fazer campismo selvagem mais ninguém presenciou tal acontecimento, mas eles (eram dois) disseram-lhe que não conseguiam descortinar quaisquer soldaduras na nave nem parafusos, todas as junções eram perfeitas. Arrumaram as coisas á pressa e fugiram o mais depressa possível.

Um deles para esquecer o que viu bebeu uma garrafa inteira de whisky e teve de receber tratamento hospitalar. Essa senhora amiga, diz-me que é muito frequente haver relatos do género naquela zona. Bragança para mim é um hot spot.

Espero ter ajudado.

Cumprimentos,
André Correia