Pescadores encontram destroços desconhecidos

Pescadores encontraram pedaços de um objecto voador não identificado, no dia 27 de Maio de 2008 cerca das 10 horas locais a sudoeste da província da Kamport, no Vietname, próximo da fronteira com o Cambodja.
O objecto explodiu no ar sobre uma ilha vietnamita um dia após a força aérea do Cambodja ter afirmado num relatório que houve uma colisão de aviões muito misteriosa.


De acordo com a english.vietnamnet.vn, habitantes do norte da ilha norte de Phu Qouc, a 10 km da costa da província de Kamport, no Cambodja, encontraram pedaços de metal cinzento, incluindo um deles com 1,5 m de comprimento. Também não foram encontrados qualquer elementos que indiciassem vestígios humanos.

Troung Quoc Tuan, chefe do comite do partido da província de Kien Giang disse “A explosão ocorreu a 8 km do solo, e talvez fosse um avião, mas as autoridades não puderam identificar se era uma aeronave militar ou civil”.

O Exercito foi enviado para o local para buscar destroços e sobreviventes. Responsáveis locais contactaram linhas aéreas do Vietname, Cambodja e Tailândia, mas não foram informados sobre o desaparecimento de nenhum avião.

Moradores de Kamport disseram na terça-feira que eles escutaram uma forte explosão, e encontraram pequenos pedaços de metal próximo à costa.

Phu Quoc tem sido desde há anos um destino turístico com águas límpidas, areia muito suave e bastante ensolarada. O por do sol é magnífico nesta paraísica ilha.

http://english.vietnamnet.vn/social/2008/05/785373/

Nota: Os destroços recolhidos até parecem de origem humana, mas já foi visto um ovni em Espanha que tinha dificuldade em levantar voo e parecia que a tecnologia deles lembrava muito a nossa eram inclusivamente vistos fios.
Houve um outro caso que poisou um ovni perto de uma casa, também em Espanha e lá de dentro saíu um ocupante que veio pedir uma chave de fendas.

Sabemos desde as grandes vagas de 1897, passando pela vaga de ovnis de 1954, que nos visitam diferentes civilizações com graus de desenvolvimento tecnológico diferente.
Uns são mais desenvolvidos, outros como num caso em Angola em 1972, tinham dentro da nave uns embôlos rotativos que funcionavam com vapor.
Portanto vamos esperar até que alguém se queixe da falta de algum avião ou satélite. Se não aparecer nenhum queixa até pode ser que estejamos perante a queda de material extraterrestre.
Luís Aparício