ROSWELL – 61 ANOS

Precisamente na data de 7 de Julho de 1947 um Ovni caiu em Roswell, no estado do Novo México. A história e as controvérsias realizadas sobre esta área já são mais que bem conhecidas do público em geral.

Sobre a mesma queda, em Roswell, já foram realizados vários filmes, nos quais atribuíram ao governo dos EUA uma exagerada desinformação e a ocultação de provas sobre a captura de um ou até mesmo dois alienígenas vivos e de boa saúde que, mais tarde, foram transferidos para a não menos famosa Área 51.

O nome desta pequena cidade de Roswell é muito usado, em termos gerais, para dar um exemplo do que os governos ocultam sobre a vida extraterrestre. Apesar da abundância de histórias sobre Roswell, e desta área ser uma das que mais famosa ficou entre todos os casos mundiais, não são conhecidos claramente todos os detalhes que envolvem a queda, recolha e tratamento que teve, de facto, o caso desde o princípio até ao fim.

Se a imprensa da época dedicou a este caso boas notícias, também, outros depois disso, houve que lhe dedicaram uma extensa história de muitas conspirações governamentais e até mesmo histórias de que os testemunhos foram obrigados a manipular todas as suas declarações a favor de um comunicado público que tinha por objectivo varrer da face da Terra qualquer dúvida humana sobre aquele artefacto ser somente um balão meteorológico.

Centenas de livros, muitos filmes, algumas séries de televisão, curtos romances, muitos museus na mesma área, bem recheados de maquetas alusivas à queda, inúmeras histórias bem começadas e mal acabadas, inúmeros relatos de conspirações, exageradas fantasias e inúmeras ignorâncias que induzem em graves erros os incautos observadores iniciados neste meio, centenas de fotos de duvidosa origem e uma intrigante série de declarações públicas da parte do exército e do governo dos EUA são todo um extenso espólio que tem vindo a contribuir, voluntariamente e involuntariamente, para que o caso, nestes longos anos, seja cada vez mais transformado num confuso amalgama que parece ter dissipado a verdade dos acontecimentos, desde o princípio até ao fim, e garantido aos principais intervenientes uma boa razão para que o caso seja cada vez menos conhecido e senão mesmo esquecido.

O intrigante caso é o da recolha total, por parte do exército, de todas as provas materiais que na área pode recolher. Desde esta sua intervenção de recolha que muitas evidências já desapareceram assim como desapareceram, inevitavelmente, muitos testemunhos chave deste caso.

Já em 1994 o Pentágono fez uma declaração pública onde, mais uma vez, declarou que naquela área tudo o que mais aconteceu foi a queda de um balão meteorológico experimental e que os corpos recuperados nunca foram mais do que simples bonecos usados para estudar os testes da mesma maneira que o fazemos, hoje, com os manequins usados nos testes de colisão da industria automóvel.

O que aconteceu na realidade em Roswell? Terá havido, ou não, sobreviventes da queda dessa estranha nave? Terão os realizadores, dos filmes, tido o aceso as declarações confidenciais e a importantes informações, em primeira-mão dos escassos testemunhos da época, com as quais criaram uma alusiva e insuspeita realidade ou somente terão baseado as suas convicções cinematográficas em dispersas informações para criar um enredo cujo clima é do de fazer renascer, em muitas gerações, a convicta ideia de que há uma conspiração governamental? As dúvidas persistem.

7 de Julho
No total de todo um extenso espólio, sobre e sob o caso de Roswell, fica neste ano de 2008 a comemoração, no próximo dia 7 de Julho, dos 61 anos de existência de um caso sobre o qual nos tempos futuros ainda haverá, por certo, muitas dúvidas e poucas certezas.

Provavelmente nunca será conhecida a verdade, total, do que ali aconteceu com toda a sua crueza e a mentalidade humana, excluindo todos os que estiveram na área nessa precisa época, não terá mais nada senão crescentes suspeitas e insuspeitas.

O mistério segue e soma pontos históricos a nível mundial, pois, são já 61 longos anos de um caso bicudo que ainda não está esquecido quanto mais declarado “Caso Encerrado”.

Quanto à cidade de Roswell esta mantêm-se bem activa e serena. E socorre-se da sua fama além fronteiras que atrai, anualmente, centenas de curiosos turistas aos seus museus, hotéis e comércio geral local e ali permanecerá por muitos mais anos.

É, hoje, um dos maiores marcos da história dos ovnis. O resto é história, comércio, fama e turismo.