Sete em Sines

Eu e a Lúcia comentámos será que poderiam ser satélites em movimento visto este se apresentarem a grande altitude!
Mas era, seria estranho, porque o primeiro ao deslocar-se parecia cambalear ora para a direita ora para a esquerda.
Entretanto fui mudar as iscas da cana de pesca quando a Lúcia diz “Olha ali vai mais um !”.

Na verdade não seria um mas sim dois que se deslocavam ambos paralelos juntos um do outro sentido Norte – Sul .

Aqui era a gota de água !

Isto não são satélites !

Devido a ser Lua Nova e não existir luz atmosférica e estarmos num local onde não temos muita poluição luminosa podemos observar nitidamente o céu com melhores pormenores.
Entretanto, passado uns minutos, surge um outro vindo de Este, que se deslocava para Oeste, parecendo este aquele que vinha mais baixo dos observados até aquele momento.

Foi então que julguei se tratar de uma vaga!

De repente surge um outro que tinha a direcção de Sul – Norte e um outro que se dirigia de Oeste – Sueste !

Este objectos surgiram todos desde as 22:00 até ás 23:00, pude fazer a confirmação pelo meu relógio para não esquecer as horas de registo para quando chegar a casa anotar tudo em papel.

Ficamos mais um pouco na praia a olhar atentamente para o céu nocturno para vermos se surgia mais algum ovni ou sonda.

Já quando estava a arrumar o equipamento de pesca surge um outro vindo de Oeste para Este já por volta das 23:30 horas. A partir deste já não avistamos mais nada.

Todos eles tinham uma cor branca muito límpida idêntica á das estrelas mais reluzentes mas um pouco maiores que as estrelas.

A luz era idêntica á das estrelas (branco muito forte ). Não existiam animais na zona o que estava tudo em silêncio a noite estava amena com uma temperatura de uns 21 a 22 graus de temperatura .

1 – Noroeste – Sueste.
2 – Oeste – Este .
3 ,4 – Norte – Sul – ambos paralelos.
5 – Sul- Norte.
6 – Oeste – Sueste.
7 – Oeste – Este.
Estes sãos os números dos registos.

Quero aqui dizer que aquilo que avistei não são as chuvas de estrelas chamadas Aquaridas, visto estas terem sido no dai 12 de Maio deste ano e eu saber diferenciar entre chuvas de estrelas e outros fenómenos anómalos. Sei que os satélites não balouçam enquanto estão em andamento !

Os aviões estes piscavam com as luzes de sinalética aérea . Neste caso existia uma grande diferença para estas que possuíam uma luz fixa . As luzes que presenciei nunca se imobilizaram e estiveram sempre em movimento.

Na noite de dia 26 fui novamente fui ao local á mesma hora para confirmar o fenómeno e estes objectos não surgiram ! A única coisa que vi eram os aviões no seu trajecto normal !

A diferença entre um satélite e um avião é como compararmos uma caneta com uma colher as diferenças são muiiiito grandes, por isso tenho que reafirmar que aquilo não eram satélites, mas sim algo fora do comum.

Emocionalmente estávamos satisfeitos por tão grande número de avistamentos em tão pouco tempo. Destes avistamentos o mais espectacular foi o numero 3,4 que surgiram juntos com a mesma velocidade e a mesma altura . Todos eles teriam aproximadamente de uns 3 milímetros a um braço esticado com uma régua . Estes são os pormenores do avistamento ! Não me recordo de mais nada !

Nuno Alves e Lúcia Alves

Sines (150 Km a sul de Lisboa, junto ao mar)