Visões da vigilia de 2005.08.20

Atmosfera densa que se instalou repentinamente

Devido a uma repentina concentração de energia negativa que produziu uma atmosfera densa perto de mim, levou-me a afastar-me por alguns momentos do contexto em que estava inserida, desligando-me de tudo e de todos à minha volta.
Tal como já há algum tempo venho pondo em prática este procedimento quando isso acontece e subi para o meu quarto. Sentia-me atordoada ao ponto de a minha cabeça começar a pender para a frente e não me conseguir manter de pé. Sentei-me à frente da minha secretária de trabalho, cruzei os braços e coloquei a cabeça sobre os braços.
Não conseguia reflectir sequer. A desordem energética e densa que se instalou perto de mim era de tal forma desgastante que eu fiquei momentaneamente com os reflexos paralisados. Fechei os olhos, e a luz cor de laranja começou a brilhar, cada vez mais se abria dentro da minha cabeça. Até que uma figura começou a ganhar forma.
Era um ser cinzento, de olhos ovais negros e longos, com uma cabeça achatada em cima e um rosto longo e fino, tinha os braços cruzados, com quatro dedos nas mãos e me transmitiu três mensagens: “Tu és forte”, “Tu não fiques assim porque tu és forte e inabalável” e “Tu tens poderes”.
Após ouvir estas mensagens e ter visto o ser envolvido numa luz muito brilhante cor de laranja, a minha cabeça levantou-se e a energia cor de laranja reequilibrou todo o meu sistema físico e psíquico eliminando todos os resíduos do que estava a sentir.
Foi de tal forma potente que todo o ambiente à minha volta de atmosfera densa e negativa se dissipou. Experimentei uma sensação de poder que me fez pensar poder lançar uma luz laranja pelos olhos. Eu fiquei extraordinariamente bem, como se nada tivesse acontecido.

A luz persistente e o tal ser

Durante o resto da semana, esse ser voltou mais vezes e mais vezes me falou e mais vezes vi a luz cor de laranja. Nessa altura já tinha tomado conhecimento da vigília que seria feita em Alcochete no dia 20 de Agosto de 2005. Eu sabia que não participaria dessa vigília, pois estaria muito distante, na zona norte do país.
Esta luz continuou a acompanhar-me e sempre que fechava os olhos, via a luz laranja brilhante e o rosto fino e comprido do tal ser, sempre cordial, solicito, ali dentro da minha cabeça. Era impossível não notar a presença majestosa dessa luz e a humildade, a simplicidade e a firmeza daquele ser que sentia era especial.
Desse ser fiz um esboço no PowerPoint que representa de uma forma simples os seus traços físicos. Já o desenho que fiz dele em papel é mais interessante e bonito. E que segue em anexo:

Troquei algumas mensagens no msn Messenger com um amigo recente, sobre essa vigília, dizendo-lhe para que registassem tudo o que acontecesse nessa noite e que a seguir me comunicassem o que se havia passado.

Tudo calmo no meu quarto

Nessa noite tudo estava calmo aqui no meu quarto, apesar da turbulência habitual dos saltos do miúdo em cima da minha cama. Tirando isso tudo estava calmo demais para o meu gosto.
Deitei-me, adormeci com a luz do tecto acesa, e com a televisão ligada que está avariada vai para quatro anos mas que eu com o trato especial tecnológico específico, não das pancadas evidentemente, mas da energia que canalizo para a televisão, que faz com que ela funcione sempre.
Apesar da televisão ter sleeper e desta função não estar activada, a televisão desliga-se sozinha durante a noite.

A Visão de uma Estrela

De noite tudo normal, mas de manhã, antes de acordar, visualizei um grande círculo com uma estrela de varias pontas sobreposta e com uma forma oval numa dessas pontas e posicionada numa determinada direcção. O círculo segundo a minha intuição é um halo que se abriu.
Nesse instante em que vi a estrela, a minha intuição captou uma mensagem de que seria uma posição compatível com os pontos cardeais e colaterais. Assim que acordei fiz o registo das informações por escrito e fiz o desenho da estrela. Que segue em anexo:

Vejo esta estrela frequentemente de dia no céu imenso azul celeste a brilhar, de noite no céu a brilhar e até mesmo nos meus sonhos ela brilha assim como dentro da minha cabeça também.

Visões do universo

Além disto tenho visualizado também num universo azul negro cheio de estrelas a cintilar, uma forma ora circunferencial ora oval a deslizar, dinâmica e com autonomia, de tamanho considerável.
Associado a estas visões das formas cor de laranja estão as sensações que ocorrem e que me fazem experimentar que algo diferente, anómalo até, vai acontecer. A sensação é desagradável, assustadora e sem duvida nenhuma de que algo se vai passar e que será visível por todos.
Assim que estas visões ocorrem, faço vários desenhos dessas formas cor de laranja, que aparecem sempre com uma luz muito forte e muito brilhante.
Que no PowerPoint represento desta forma:

No dia 21.08.05, representei com duas formas ovais de tamanhos diferentes e da forma que se segue:

Após ter comunicado com uma recém amiga com interesses nesta área, me confirmou ter sido isto que foi visualizado após terem sido desligados os aparelhos utilizados na vigília.

O pêndulo

Além da estrela que vejo a brilhar dentro da minha cabeça, vejo também um pêndulo de cristal, lapidado, translúcido e pontiagudo que executa movimentos dentro da minha cabeça e que também já o vi do lado de fora da minha testa a fazer esses movimentos.
Este pêndulo oscila muito de força ou muito devagar. Depende das situações em que eu me encontre e do meu estado de espírito. Pois sempre que o visualizo, ele actua e em ocasiões específicas e já faz muitos anos que o visualizo e o experimento.
Tal como consigo ver também que há um ser que segura o pêndulo e que o coloca sobre a minha testa. Inclusive, já observei esse ser a tentar ocultar o pêndulo, de forma que eu não o veja.

Os movimentos do pêndulo

Os seus movimentos variam, na horizontal, na vertical e na diagonal, descrevendo voltas circunferenciais, ovais ou semi-circulares, ora depressa ora de vagar. Os seus movimentos tanto são para a direita como para a esquerda, para cima ou para baixo. Rodopia velozmente e pára. Inverte o sentido de marcha e volta a rodopiar velozmente e pára. Por vezes faz isso de forma muito lenta.
Por fim fica aprumado sem se mover. Dessa forma por vezes permanece durante algum tempo até eu deixar de o ver, outras vezes desaparece rapidamente. Noutras circunstâncias sou eu que o impossibilito de se movimentar e quando ele quer deslocar-se para a esquerda eu faço-o rodar para a direita, quando ele quer mover-se eu faço-o ficar imobilizado ou quando ele quer ficar imobilizado, faço-o movimentar-se. Dificultando assim a intervenção de quem tem o pêndulo na mão quando suspeito das suas reais intenções.
Já cheguei também a agredir o ser que faz isso. Partindo-lhe o pêndulo, batendo-lhe de uma forma que aprendi a fazer com a mente ou fazendo-lhe outras coisas que o deixam destabilizado.
Quando se completa o tratamento que está a ser feito e quando eu facilito, o pêndulo vai diminuindo progressivamente de velocidade até ficar completamente imobilizado no centro da testa, área correspondente à terceira visão. Na área da terceira visão sinto uma forte sensação de movimentação, o canal abre-se vejo luzes de varias cores mas geralmente é esverdeada muito clara e sinto um fervilhar ou vibrar de energia nessa área.
A imagem do pêndulo é a seguinte:

A minha intuição

A minha intuição diz-me que os participantes na vigília estavam a ser observados à muito tempo e que os amigos de lá de cima só se manifestaram após ter sido desligada e desmantelada a energia veiculada pelos participantes na vigília para quando os seres se revelassem de modo a poderem confirmar e a registar qualquer manifestação.
Ao longo desta semana fui recebendo indicações e mensagens de que nesta vigília algo iria acontecer. Por esse motivo disse para que observassem e estivessem bem atentos.
Uma forma oval e circular esteve sempre dentro da minha cabeça ao longo desta semana, a transmitir-me energia e a falar comigo.

MLisa